Ministério da Segurança Pública pede operação policial à troca ilegal de dinheiro em Macau

O Ministério da Segurança Pública da China urgiu as forças de segurança de Macau e do continente a reforçarem a cooperação na repressão aos negócios ilegais de câmbio de dinheiro na RAE de Macau, informou a Agência de Notícias Xinhua na segunda-feira

por Mei Mei

Os indivíduos envolvidos em troca ilegal de dinheiro, presentes nos casinos da cidade, foram identificados como um dos métodos usados para movimentar fundos entre diferentes jurisdições, particularmente entre China e Macau.

Impulsionadas por enormes lucros, os “gangues de troca de dinheiro” que oferecem empréstimos a juros elevados e trocas de dinheiro em grande escala ilegalmente em Macau cresceram significativamente, segundo as autoridades do continente. Acrescentaram também que isto levou a outras atividades ilegais como o contrabando, a fraude, as brigas e o roubo, o que teve um impacto negativo na ordem social e na estabilidade da área.

 (Photo by Eduardo Leal / AFP)

O primeiro trimestre de 2024 registou um aumento anual de 122% nos crimes relacionados com o jogo, de acordo com uma declaração feita na semana passada por Wong Sio Chak, Secretário para a Segurança de Macau.

Com 76 ocorrências, as fraudes representaram 21,7% do total, com a agiotagem em segundo lugar, com 17,9%. As autoridades da região também mencionaram o quão estreitamente os casos de fraude estavam ligados à troca ilícita de dinheiro.

Wong Sio Chak mencionou nos finais de 2023 a consideração de criminalizar a troca ilícita de dinheiro.

O comunicado das autoridades, publicado pelo ministro da segurança pública da China, vem após o recorde da receita bruta de jogos pós-pandemia, atingindo 20,2 bilhões de patacas.

 

Pode também interessar

Contate-nos

Meio de comunicação social generalista, com foco na relação entre os Países de Língua Portuguesa e a China

Plataforma Studio

Newsletter

Subscreva a Newsletter Plataforma para se manter a par de tudo!