Portugal é o único país na Europa com “excesso muito elevado” de mortalidade

Desde a semana 51 de 2023, que Portugal vem a registar um excesso de mortalidade muito acima do que era esperado. Disto mesmo foram dando conta notas reveladas pelo Instituto Nacional de Saúde Ricardo Jorge (INSA) e pela Direção-Geral da Saúde (DGS), que confirmam que esta tendência ainda se irá manter nos próximos dias.

por Gonçalo Lopes

O diagnóstico elevado de infeções respiratórias parece estar na origem do excesso de mortalidade, mas a causa certa ainda não é possível de identificar. “É uma situação com várias causas, mas será preciso algum tempo para se avaliar todos os dados e perceber se há um aspeto que possa ter contribuído mais para o excesso de mortalidade”, explicou ao DN o epidemiologista do Instituto de Saúde Pública (ISP) da Universidade do Porto, Milton Severo.

A verdade, no entanto, é que Portugal é, neste início de ano, o único país de entre mais de 20 da Europa – que contribuem com informação para o site europeu EuroMOMO, que faz a vigilância da mortalidade – com a classificação de “excesso muito elevado” (very high excess) de mortalidade.

Leia mais em Diário de Notícias

Pode também interessar

Contate-nos

Meio de comunicação social generalista, com foco na relação entre os Países de Língua Portuguesa e a China

Plataforma Studio

Newsletter

Subscreva a Newsletter Plataforma para se manter a par de tudo!