Festival de Cannes homenageia Harrison Ford e estreia novo Indiana Jones

por Viviana Chan
Lusa

“Indiana Jones e o Marcador do Destino”, o novo filme da saga protagonizada por Harrison Ford, vai ter estreia mundial na 76.ª edição do Festival de Cannes, a decorrer de 16 a 27 de maio, anunciou hoje o festival.

A estreia está marcada para 18 de maio, numa sessão de “homenagem especial a Harrison Ford por toda a sua carreira”, indica o comunicado da organização.

“Indiana Jones e o Marcador do Destino” é o quinto filme da saga, o primeiro dirigido por outro realizador que não Steven Spielberg – no caso, James Mangold (“Logan”) – e chegará às salas portuguesas de cinema no dia 29 de junho, um dia antes da estreia norte-americana, segundo a distribuidora.

“Encarnação da América heroica, Harrison Ford desempenhou alguns dos papéis mais icónicos no cinema, incluindo Han Solo na [saga] ‘Star Wars’, de George Lucas, Rick Deckard em ‘Blade Runner’, de Riddley Scott”, recorda o comunicado hoje divulgado pelo Festival de Cannes, que também não esquece o regresso do ator às personagens de sempre, seja em “Blade Runner 2049”, de Denis Villeneuve, e no anterior “Indiana Jones e o Reino da Caveira de Cristal”, que também teve estreia em Cannes, em 2008.

Além de Harrison Ford, fazem parte do elenco da nova produção de Indiana Jones os atores Phoebe Waller-Bridge (“Fleabag”), Antonio Banderas (“Dor e Glória”), John Rhys-Davies (“Os Salteadores da Arca Perdida”), Shaunette Renee Wilson (“Black Panther”), Thomas Kretschmann (“Das Boot: O Submarino”), Toby Jones (“Mundo Jurássico: Reino Caído”), Boyd Holbrook (“Logan”), Oliver Richters (“Viúva Negra”), Ethann Isidore (“Mortel”) e Mads Mikkelsen (“Monstros Fantásticos: Os Segredos de Dumbledore”).

Produzido pela Disney e a Lucasfilm, a equipa mantém os aliados de sempre de Spielberg: os produtores Kathleen Kennedy, Frank Marshall – com o próprio Steven Spielberg e George Lucas como produtores executivos -, e a banda sonora de John Williams, que acompanha Indiana Jones desde o primeiro filme, “Indiana Jones e os Salteadores da Arca Perdida”, de 1981.

“Indiana Jones e o Templo Perdido” (1984) e “Indiana Jones e a Última Cruzada” (1989) foram as outras duas aventuras da série que determinaram o seu sucesso na década de 1980 e o regresso posterior dos seus heróis.

James Mangold, realizador de filmes como “Walk the Line”, sobre Johnny Cash, afirma-se orgulhoso por regressar a Cannes com um filme da saga Indiana Jones.

“Em 1995, tive a honra de vir a Cannes à Quinzena dos Realizadores, com o meu primeiro filme [‘Heavy’]”, lê-se no comunicado do festival. “Vinte e oito anos depois, tenho orgulho em regressar com um espetáculo relativamente maior. Os meus lendários parceiros e eu estamos muito entusiasmados por partilhar convosco uma novíssima e última aventura Indiana Jones”.

Pode também interessar

Contate-nos

Meio de comunicação social generalista, com foco na relação entre os Países de Língua Portuguesa e a China

Plataforma Studio

Newsletter

Subscreva a Newsletter Plataforma para se manter a par de tudo!