Início » Líder da UNITA promete deixar presidência partidária caso seja eleito Chefe de Estado

Líder da UNITA promete deixar presidência partidária caso seja eleito Chefe de Estado

Joaquim Cabanje

A UNITA, o maior partido na oposição em Angola, começou a campanha eleitoral a 23 de Julho, na província de Benguela, num comício onde o seu presidente, Adalberto Costa Júnior, prometeu abdicar a liderança partidária se for eleito Chefe de Estado. Hoje encerra em Luanda, cujo acto deverá ser aproveitado para destacar os trunfos do seu manifesto eleitoral.

Presidente da UNITA, Adalberto Costa Júnior, garante implementar as autarquias, em caso de vitória nas eleições, em todo o território nacional © Fotografia por: DR

Acompanhado do seu candidato a Vice-Presidente da República, Abel Chivukuvuku, o líder do partido do “Galo Negro” percorreu as principais praças eleitorais para apresentar as linhas de governação para o quinquénio 2022-2027, baseadas no manifesto eleitoral.

Leia também: Angolanos pedem ajuda divina para as eleições de dia 24

Comprometeu-se ao longo da caminhada junto do eleitorado que deixará a presidência do partido para ser “apenas o Presidente de todos os angolanos”, mas para isso pediu o apoio dos cidadãos com capacidade eleitoral e que tenham actualizado os dados, de modo que realize o sonho a 24 deste mês.

Adalberto Costa Júnior, que se queixou diversas vezes da cobertura da imprensa nos actos políticos da UNITA, considerou que seria interessante ocupar-se da gestão do país, pois o cargo de Presidente da República absorve poderes “extraordinários”, daí que defenda a consagração do sufrágio universal directo e secreto para esta escolha no futuro.

Leia mais em: Jornal de Angola

Contact Us

Generalist media, focusing on the relationship between Portuguese-speaking countries and China.

Plataforma Studio

Newsletter

Subscribe Plataforma Newsletter to keep up with everything!