Pequim condena passagem de navio de guerra dos EUA por Taiwan - Plataforma Media

Pequim condena passagem de navio de guerra dos EUA por Taiwan

O governo chinês condenou, nesta quarta-feira (20), a passagem de um navio de guerra americano pelo Estreito de Taiwan, acusando os Estados Unidos de quererem “destruir a paz e a estabilidade” deste corredor estratégico que separa a ilha da China continental. 

“As frequentes provocações e fanfarrices dos EUA demonstram plenamente que os EUA estão destruindo a paz e a estabilidade no Estreito de Taiwan”, ao mesmo tempo em que criam riscos, disse o porta-voz do Comando do Teatro Leste da China, coronel Shi Yi.

Na terça-feira, o “USS Benfold“, um destróier da classe Arleigh Burke, “conduziu uma passagem de rotina pelo Estreito de Taiwan em águas internacionais”, disse a Sétima Frota dos Estados Unidos.

Leia também: China ameaça tomar “medidas fortes e determinadas” se Pelosi visitar Taiwan

“O navio transitou por um corredor do Estreito que está além do mar territorial de qualquer Estado costeiro”, acrescenta o comunicado.  As forças chinesas estão sempre “em alerta máximo para (resolutamente) preservar a soberania nacional e a integridade territorial”, destacou o coronel chinês. 

O Ministério da Defesa de Taiwan disse que monitorou de perto a passagem do navio e que “a situação era normal”.  Pequim considera Taiwan como parte de seu território que retornará ao seu controle, mesmo que pela força. Nesse contexto, o estreito de 180 quilômetros que separa a ilha da China continental é uma questão delicada. 

Os Estados Unidos e seus aliados veem o Estreito de Taiwan, por sua vez, como parte das águas internacionais abertas a todos. Desde janeiro, os navios de guerra americanos atravessam este canal quase todos os meses.

Leia também: China avisa EUA de que “reagirá firmemente” a provocações na questão de Taiwan

Em junho, o Ministério chinês das Relações Exteriores reivindicou que “a China tem soberania, direitos soberanos e jurisdição sobre o Estreito de Taiwan”.

“É uma alegação falsa que alguns países chamem o Estreito de Taiwan de ‘águas internacionais’ para encontrar um pretexto para manipular questões relacionadas a Taiwan e ameaçar a soberania e a segurança da China”, disse o porta-voz chinês.

Related posts
ChinaPolítica

Taiwan denuncia incursões de aviões e navios chineses

ChinaPolítica

China termina manobras militares em redor da ilha de Taiwan

ChinaPolítica

Taiwan inicia exercícios militares com fogo real

ChinaPolítica

China prolonga por um dia exercícios militares ao largo de Taiwan

Assine nossa Newsletter