Produto Interno Bruto de Macau registou uma descida de 8,9% - Plataforma Media

Produto Interno Bruto de Macau registou uma descida de 8,9%

As exportações de serviços diminuíram 4,7% em termos anuais, salientando-se as variações de -25,1% nas exportações de serviços do jogo e de +1,9% nas exportações de outros serviços turísticos, enquanto cresceram 56,8% as exportações de bens. A procura interna diminuiu 1,2% em termos anuais, arrastada pela descida do consumo privado. As importações de bens subiram 29,0% e as importações de serviços ascenderam 2,8%. O deflactor implícito do PIB, que mede a variação global de preços, registou uma subida anual de 0,3%, informam os Serviços de Estatística e Censos.

A despesa de consumo final das famílias no mercado local desceu anualmente 2,2%, já que se observaram diminuições no consumo dos residentes em bens duradouros e semi-duradouros, devido às incertezas das perspectivas económicas e ao enfraquecimento do mercado de trabalho, enquanto as despesas de consumo final das famílias no exterior caíram 10,8%, em virtude da instabilidade da situação pandémica no Interior da China. A despesa de consumo privado diminuiu 2,7% em termos anuais.

A despesa de consumo final do governo desceu 2,0% em termos anuais, dada a redução das despesas efectuadas pelo Governo da RAEM em prevenção pandémica no 1º trimestre de 2022. Salientam-se as variações de -6,9% nas compras líquidas de bens e serviços, e de +1,3% nas remunerações dos empregados.

A formação bruta de capital fixo registou um aumento anual de 3,4%, realçando-se as variações de -1,9% no investimento em construção e de +30,5% no investimento em equipamento. Quanto ao sector público, o investimento em obras públicas subiu 40,6% em termos anuais, devido ao aumento do investimento em obras relacionadas com a habitação social, a Quarta Ponte Macau-Taipa e o Complexo de Cuidados de Saúde das Ilhas, o qual foi acompanhado de uma subida de 242,4% do investimento em equipamento. Quanto ao sector privado, o investimento em construção privada registou uma descida anual de 19,4%, em virtude do decréscimo do investimento em casinos. Todavia, cresceu 22,4% o investimento em equipamento.

O comércio externo de mercadorias manteve um comportamento satisfatório, com aumentos anuais de 29,0% nas importações de bens e de 56,8% nas exportações de bens.

Apesar do aumento (+8,0%, em termos anuais) no número de visitantes entrados no 1º trimestre, a queda no número de turistas acarretou a queda de 4,7% das exportações de serviços, destacando-se a descida de 25,1% nas exportações de serviços do jogo, enquanto as exportações de outros serviços turísticos aumentaram apenas 1,9%. Quanto às importações de serviços, aumentaram 2,8% em termos anuais.

Related posts
Cabo VerdeEconomia

Cabo Verde quer défice público zero em cinco anos

EconomiaMoçambique

Proposta de OE 2023 de Moçambique prevê crescimento de 5%

EconomiaTimor-Leste

Governo timorense revê em alta dados sobre crescimento económico em 2020 e 2021

EconomiaMacau

PIB com contracção de 39,3% no segundo trimestre em Macau

Assine nossa Newsletter