Perímetros de florestas angolanas ameaçados por madeireiros ilegais -

Perímetros de florestas angolanas ameaçados por madeireiros ilegais

Antunes Justino adiantou que, no ano passado, num trabalho conjunto com a Polícia Nacional, foram apreendidos vários metros cúbicos de madeira serrada e touros, além de carvão, resultante da exploração ilegal das florestas nativas. 

A falta de fiscais, apontou, não tem permitido o controlo da actividade de licenciamento e exploração de madeira, tendo em conta a quantidade de perímetros florestais existentes na região, realçando que será necessário um reforço de pelo menos mais quarenta efectivos. 

A instituição, reconheceu, está sem capacidade de fiscalização, por contar, desde 1992, com apenas oito efectivos, número “insuficiente” para um controlo abrangente e extensivo dos perímetros florestais da província, que estão a ser desmatados. Aliado a esta problemática está a falta de meios de transporte. 

“A nossa principal dificuldade, de momento, é a insuficiência de fiscais. Há perímetros florestais da província a serem, constantemente, desmatados,” revelou, alertando que a situação é “preocupante”, pelo facto de se estar a comprometer a conservação e protecção dos perímetros florestais. 

A situação, acrescentou, tem sido “minimizada” com a colaboração da população, que denuncia os exploradores ilegais de recursos madeireiros. 

Deu a conhecer que o Instituto de Desenvolvimento Florestal tem envidado esforços no sentido de evitar a desflorestação, principalmente nas áreas plantadas de eucaliptos, cedros e pinheiros, mas, no entanto, “estes locais são os mais procurados pelos madeireiros furtivos”. 

Plantação de árvores 

O Instituto de Desenvolvimento Florestal, no âmbito das acções de repovoamento florestal do Planalto Central, promove, desde sexta-feira, uma campanha de plantação de mais de 500 árvores, com destaque para eucaliptos, cedros, pinheiros e casuarinas, no perímetro florestal da pista do Aeroporto Albano Machado. 

Leia mais em Jornal de Angola

Related posts
MacauSociedade

Universidade de Macau aposta na internacionalização

AngolaPolítica

UNITA diz que Tribunal Constitucional aceitou providência cautelar

AngolaSociedade

“Caçadores de óbito”, os truques para matar a fome em Luanda à custa dos funerais

MacauOpinião

Apresentação do desenvolvimento de espaços verdes em Macau

BrasilSociedade

Alterações climáticas colocam Amazónia em risco de se transformar em savana

BrasilSociedade

Desmatamento na Amazônia brasileira marca novo recorde para fevereiro

AngolaSociedade

Biodiversidade angolana ainda mais ameaçada

Assine nossa Newsletter