Maioria dos americanos teme o 'colapso' da democracia

Maioria dos americanos teme o ‘colapso’ da democracia

A maioria dos americanos considera que a instabilidade política é a maior ameaça aos Estados Unidos, onde a democracia poderia entrar em “colapso”, de acordo com uma pesquisa divulgada esta quarta-feira (12) que confirma a divisão do país um ano após o ataque ao Capitólio

Maioria americanos teme colapso da democracia. Segundo uma pesquisa da Universidade de Quinnipiac, 76% dos entrevistados acreditam que a instabilidade política é a ameaça mais grave ao país, em comparação com 19% que citam países estrangeiros hostis aos EUA.

Os mais preocupados são ativistas e simpatizantes democratas (83%, contra 66% dos republicanos) e indivíduos entre 18 e 34 anos (80%).

Além disso, 58% dos consultados temem um “colapso” da democracia, em comparação com 37% que a consideram forte o suficiente para superar as divisões da sociedade americana.

O presidente democrata Joe Biden, que prometeu em 20 de janeiro de 2021 “reconciliar” o país após o mandato de seu antecessor, o republicano Donald Trump, parece ter falhado em sua aposta, já que 53% dos americanos acreditam que essas divergências vão piorar no futuro, contra apenas 15% que preveem uma melhora.

“O medo de um inimigo interno, em vez de uma ameaça externa, ressalta a amarga percepção dos americanos sobre uma democracia em perigo e divisões políticas cada vez mais profundas”, avaliou Tim Malloy, da Universidade de Quinnipiac.

A pesquisa, realizada com uma amostra de 1.313 adultos americanos entrevistados de 7 a 10 de janeiro (com margem de erro de 2,7 pontos percentuais), confirma outros estudos.

Dois terços dos americanos estimaram no início de janeiro que o ataque de apoiadores de Trump à sede do Congresso em 6 de janeiro de 2021 foi “o sinal de uma escalada da violência política” e que a democracia americana ainda está “sob ameaça” um ano depois , de acordo com uma pesquisa da CBS News.

No entanto, 44% dos que foram ouvidos por Quinnipiac minimizaram a importância da invasão do Capitólio. Em agosto de 2021, eles eram 38%.

Esta pesquisa também revela uma queda acentuada na popularidade de Joe Biden na opinião pública: apenas 33% se mostraram favoráveis ao presidente, contra 36% em novembro.

A maioria dos eleitores desaprova sua política de combate à covid-19, na economia ou na política externa.

Para 49% dos entrevistados, a política de seu governo divide o país, contra 42% que pensam que ela o une.

Os congressistas também receberam opiniões desfavoráveis: 62% para os republicanos e 59% para os democratas.

Related posts
Lifestyle

Adele chora ao cancelar espetáculos em Las Vegas devido ao Covid

ChinaPolítica

Pequim protesta contra presença de navio militar dos EUA no Mar da China

MundoPolítica

Blinken pede que Putin escolha 'via pacífica' durante visita à Ucrânia

ChinaMundo

EUA pedem à ONU o relatório de Xinjiang antes dos JO de Pequim

Assine nossa Newsletter