Momento crítico da pandemia levou à suspensão de voos em Macau

Momento crítico da pandemia levou à suspensão de voos em Macau

A suspensão de voos comerciais para Macau provenientes do estrangeiro até 23 de janeiro foi justificada esta quinta-feira pelas autoridades de Saúde com o “momento crítico da pandemia” causado pela elevada taxa de infecção da Omicrón e a forte possibilidade de um surto comunitário

Quem o diz é a coordenadora do Núcleo de Prevenção de Doenças Infecciosas, Leong Iek Hou.

Já em relação à possibilidade de esta medida ser prolongada além do dia 23 de Janeiro, a representante dos Serviços de Saúde disse que as autoridades vão proceder a “uma avaliação geral dinâmica da situação pandémica e decidir”.

A médica admitiu igualmente que as autoridades locais poderão vir a adoptar estas mesmas restrições a voos do interior da China mediante a avaliação e evolução da situação da pandemia no país.

Leia mais dobre o assunto em: Proibidos voos de passageiros de fora da China por duas semanas

Tal como em Hong Kong, Leong Iek Hou não excluiu a possibilidade de Macau vir a adoptar a exigência de uma dose da vacina contra a COVID-19 como requisito para a entrada em diferentes estabelecimentos, como restaurantes e salas de espectáculos.

“Não excluímos a inclusão de mais estabelecimentos nessa lista de ponderação”, disse.

Na conferência de imprensa de hoje, a médica anunciou também um ajustamento nos destinatários para a terceira dose da vacina e assumiu que o cruzamento de vacinas pode elevar a eficácia do sistema imunitário contra o novo tipo de coronavírus.

Leia mais em TDM

Related posts
MacauSociedade

Dois anos a combater a pandemia em Macau

MacauSociedade

Aulas em Macau não vão ser suspensas, diz Wong Ka Ki

ChinaMacau

Macau suspende ‘ferries’ com Shenzhen

MacauSociedade

Restrições foram impostas para que Macau não fique como os EUA

Assine nossa Newsletter