Árabes vão comprar dois clubes de futebol no Brasil

Árabes vão comprar dois clubes de futebol no Brasil

O ministro da Economia brasileiro, Paulo Guedes, disse na quinta-feira em Brasília que investidores árabes irão “comprar” dois clubes de futebol no Brasil, após uma visita do Presidente, Jair Bolsonaro, ao Golfo Pérsico

“Eles anunciaram: ‘calma, nós vamos comprar dois times [clubes], estamos examinando e vamos comprar dois times’. Eles vêm aí com os investimentos”, disse Guedes durante um evento em Brasília, citado pelo jornal O Globo, sem referir quais os clubes em causa.

Paulo Guedes, que acompanhou Bolsonaro durante a viagem por países árabes, brincou com a situação, afirmando que queria que os investimentos fossem feitos no Flamengo, enquanto outros membros da comitiva presidencial defenderam a compra do Vasco e do Palmeiras.

“[Os árabes] Vão investir em estradas, investir em poços de petróleo, até em clubes de futebol. Eles compraram o Manchester United, compraram o Cristiano Ronaldo. Então, vários brasileiros da comitiva começaram a pensar. Eu pensei: ‘vem ser sócio do Flamengo’. Aí tinha um outro lá do lado, que é vascaíno, e falou: ‘vem para o Vasco'”, contou o ministro.

“É uma imensa riqueza em cima de areia. Eles criaram cidades, investiram bastante, mas está sobrando dinheiro. Ainda tem muito ‘petrodólares’. Eles têm que reciclar isso. Ao invés de reciclar, como nos anos 1970 e 1980, em forma de empréstimos, vão reciclar em forma de investimentos”, disse o governante, acrescentando que investidores árabes alocarão 10 mil milhões de dólares (8,80 mil milhões de euros) no Brasil.

Bolsonaro encerrou nesta quinta-feira, no Qatar, a sua viagem pelo Golfo Pérsico, que começou no último fim de semana e teve como objetivo promover os investimentos árabes no Brasil e o intercâmbio comercial entre o seu país e aquela rica região.

O chefe de Estado, acompanhado por vários ministros, iniciou a sua viagem no sábado, a partir dos Emirados Árabes Unidos, onde passou três dias e participou na celebração do dia do Brasil na Expo2020 do Dubai, e seguiu na terça-feira para o Bahrein, país em que inaugurou a embaixada do Brasil em Manama.

Já na quarta-feira reuniu-se em Doha com o emir do Qatar, Tamim bin Hamad al Zani, com quem abordou a cooperação nas áreas de cultura, economia, defesa, educação, turismo e desporto, segundo o Ministério das Relações Exteriores brasileiro.

Assine nossa Newsletter