Portugal e UNICEF apoiam resposta à pandemia em Timor-Leste

Portugal e UNICEF apoiam resposta à pandemia em Timor-Leste

A Embaixada de Portugal em Díli e a UNICEF assinaram hoje um memorando de entendimento com o Ministério da Saúde timorense para apoiar a resposta à pandemia da covid-19 em Timor-Leste

No quadro do acordo, vão ser fornecidos a Timor-Leste quarenta concentradores de oxigénio para o tratamento de casos graves de covid-19 admitidos nos centros de isolamento.

Serão ainda oferecidos mais de 4.000 equipamentos de proteção individual, 12.000 luvas e desinfetantes “tendo em vista a garantia da segurança dos trabalhadores de saúde que tratam pacientes com covid-19 ou que prestam serviços de saúde essenciais”, refere-se numa nota enviada à Lusa.

“O oxigénio é fundamental para gerirmos os casos graves de covid-19, internados em centros de isolamento”, disse a ministra da Saúde, Odete Belo.

“O fornecimento dos concentradores de oxigénio aos centros de isolamento, para administração de oxigenoterapia aos casos graves e dos equipamentos de proteção individual (EPI), irão manter os profissionais de saúde protegidos contra infeções. Estes investimentos fortalecerão o sistema de saúde a nível nacional e subnacional”, frisou.

O memorando foi assinado por Odete Belo, pelo embaixador de Portugal em Díli, José Pedro Machado Vieira, em representação do Camões, Instituto da Cooperação e da Língua, e pelo representante da UNICEF, Bilal Aurang Zeb Durrani.

Coincidindo com a assinatura foi ainda inaugurada uma exposição de fotografias demonstrativas do trabalho conjunto de Portugal e da UNICEF na resposta de Timor-Leste à covid-19.

“Ainda que a área da Saúde não seja central no portfolio da Cooperação, firmemente ancorada no setor da Educação, desde o início de pandemia que, atentos e próximos do contexto nacional e dos seus desenvolvimentos, Portugal procurou cooperar com as autoridades de Timor-Leste na sua luta contra os efeitos sanitários e socioeconómicos da covid-19”, disse o diplomata português.

A exposição inclui ainda uma componente de apoio do Comité Nacional da UNICEF em Portugal com foco na melhoria do acesso à água, saneamento e higiene em 36 escolas, beneficiando cerca de 7.000 alunos em três municípios.

“Estamos extremamente satisfeitos com a nossa parceria com o Ministério da Saúde e a Embaixada de Portugal para expandir e aumentar a resposta nacional à covid-19. O objetivo da UNICEF é o de apoiar o Governo a fornecer às crianças e suas famílias acesso a cuidados de saúde, educação e proteção, e estas parcerias ajudam-nos a fornecer a assistência necessária”, disse Bilal Durrani.

“Agradecemos ao Governo e ao povo de Portugal pelo seu apoio através da Embaixada e também através da nossa comissão nacional, os quais estão a ajudar a trazer uma mudança real na vida das crianças e das suas famílias em Timor-Leste”, disse.

Portugal tem dado apoio variado a Timor-Leste na resposta à pandemia, incluindo no envio de vacinas para o país.

Os dados atualizados, divulgados pelo Centro Integrado de Gestão de Crise (CIGC), indicam que há atualmente 56 casos ativos no país, com sete infeções registadas nas últimas 24 horas.

Desde o início da pandemia registaram-se no país 19.785 casos com 121 mortes.

No que toca à vacinação, 46,9% da população com mais de 18 anos do país já tem a vacinação completa, com 72,1% com a primeira dose da vacina.

O país vai começar agora a vacinar os menores de 18 anos.

Related posts
SociedadeTimor-Leste

Pandemia afetou famílias vulneráveis e agravou problemas em Timor

MundoSociedade

Mulheres e crianças em risco imediato nas prisões da Líbia

MundoSociedade

Um terço das crianças na América Latina está acima do peso

SociedadeTimor-Leste

Última semana em Timor-Leste foi a pior da pandemia

Assine nossa Newsletter