Macau apela à vacinação da população para proteger crianças

Macau apela à vacinação da população para proteger crianças

As autoridades de Macau apelaram hoje à população para se vacinar contra a covid-19, para se criar uma barreira imunológica e proteger as crianças que não podem ser inoculadas

A campanha de vacinação, voluntária, gratuita, e com a possibilidade de escolha entre duas vacinas, a Sinopharm e a BioNTech, arrancou em fevereiro, mas pouco mais de 60% da população quis ser vacinada, até agora.

“O Centro de Coordenação de Contingência do Novo Tipo de Coronavírus salienta que a vacinação ampla é crucial para ajudar no combate e controlo da pandemia e proteger as crianças que não podem ser inoculadas com esta vacina”, sublinharam as autoridades de saúde do território que, desde o início da pandemia, registou 77 casos de covid-19.

“Para proteção individual e dos seus familiares, os indivíduos com idade igual ou superior a 12 anos devem vacinar-se o mais rápido possível”, indicou o comunicado, no qual se sublinhou que “sem a proteção das vacinas não se consegue a barreira imunológica”.

Na mesma nota lembrou-se que “os alunos passam a maior parte do tempo na escola, local onde existe grande concentração de pessoas e de risco extremamente elevado”, sendo, por isso, “necessário a sociedade empenhar-se em construir uma barreira imunológica que proteja estas crianças, cuja maior responsabilidade cabe aos encarregados de educação”.

Para promover a inoculação dos alunos a partir dos 12 anos, a Direção dos Serviços de Educação e de Desenvolvimento da Juventude e os Serviços de Saúde avançaram com um plano de vacinação coletiva nas escolas, sendo que a partir de agora estão disponíveis os dois tipos de vacina.

A covid-19 provocou pelo menos 4.910.200 mortes em todo o mundo, entre mais de 241,48 milhões infeções pelo novo coronavírus registadas desde o início da pandemia, segundo o mais recente balanço da agência France-Presse.

Em Portugal, desde março de 2020, morreram 18.109 pessoas e foram contabilizados 1.081.856 casos de infeção, segundo dados da Direção-Geral da Saúde.

A doença respiratória é provocada pelo coronavírus SARS-CoV-2, detetado no final de 2019 em Wuhan, cidade do centro da China, e atualmente com variantes identificadas em vários países.

Related posts
MacauPolítica

Fronteiras: Macau tem um longo caminho pela frente

MacauSociedade

Marcações disponíveis no Hotel Tesouro para quem vem da Europa

MacauSociedade

Saúde de Macau rejeita vacinação ou teste obrigatório em crianças

MacauSociedade

Governo anuncia taxa de 70%, duas doses estão abaixo de 59%

Assine nossa Newsletter