Coreia do Sul e EUA reduzem manobras militares conjuntas - Plataforma Media

Coreia do Sul e EUA reduzem manobras militares conjuntas

A Coreia do Sul e os Estados Unidos iniciam na segunda-feira as manobras militares conjuntas anuais, numa escala reduzida, devido à pandemia e a esforços diplomáticos para não hostilizar Pyongyang, informaram as autoridades sul-coreanas.

Os exercícios, que arrancam no dia 08 de março, durarão apenas nove dias, esclareceu o Estado-Maior Conjunto sul-coreano (JCS), em comunicado.

Conhecidos como CPX, os exercícios assentam principalmente numa simulação informática, e não incluirão este ano qualquer manobra ao ar livre, enquanto o número de tropas e equipamento envolvido será “minimizado”, devido à pandemia de covid-19 e aos esforços diplomáticos para retomar o diálogo sobre a desnuclearização com a Coreia do Norte, pode ler-se na nota.

Apesar da escala reduzida, subsistem dúvidas sobre a possível resposta da Coreia do Norte, que considera estes exercícios como um ensaio para invadir o seu território.

No ano passado, Washington e Seul cancelaram os exercícios militares de primavera, por causa da pandemia.

O diálogo sobre a desnuclearização com a Coreia do Norte está paralisado desde a cimeira de Hanói, em fevereiro de 2019, após os Estados Unidos recusarem suspender as sanções a Pyongyang, por considerarem a oferta de desarmamento do regime norte-coreano insuficiente.

Após o fracasso do executivo do ex-Presidente Donald Trump em resolver o conflito, o líder norte-coreano, Kim Jong-un, instou em janeiro o Governo do democrata Joe Biden a propor novas alternativas para retomar o diálogo, alertando que Pyongyang está a preparar novos testes de armas.

Os Estados Unidos e a Coreia do Sul, países aliados, mantêm contacto próximo desde que Biden assumiu o poder em janeiro.

Related posts
ChinaEconomia

“Espero que os Países de Língua Portuguesa possam ser beneficiados”

MundoPolítica

EUA repatria um prisioneiro de Guantánamo, a primeira transferência no governo Biden

ChinaPolítica

China critica EUA por apelo a “frente unida” com a Europa contra Pequim

ChinaMundo

Secretário de Estado dos EUA em reunião virtual com muçulmanos uigur detidos na China

Assine nossa Newsletter