Jihadista que teve asilo em Portugal condenado a 30 anos de prisão em França - Plataforma Media

Jihadista que teve asilo em Portugal condenado a 30 anos de prisão em França

Hicham El-Hanafi entrou em 2013 em Portugal, com Abdesselam Tazi, seu recrutador para o jihdismo. Com estatuto de refugiados políticos, instalaram a sua “célula” em Aveiro. Hanafi, 30 anos, foi preso em França em 2016, por suspeita de estar envolvido na preparação de vários atentados

Hicham El-Hanafi, o marroquino que recebeu asilo em Portugal, foi esta quarta-feira condenado em França a 30 anos de cadeia por terrorismo. Hanafi foi julgado, juntamente com dois franceses, por associação criminosa com objetivo de preparar atentados terroristas a vários locais simbólicos naquele país.

Segundo o jornal “Le Figaro”, o Tribunal entendeu ainda que, dada a sua especial “perigosidade”, Hanafi juntou ainda à sentença uma medida de “especial segurança” para dois terços da pena e proibiu a sua permanência em território francês, quando completasse o seu castigo.

Hanafi foi detido em França a 20 de novembro de 2016com outros seis suspeitos jihadistas, na região de Estrasburgo, na sequência de operação de infiltração cibernética da Direção-Geral de Segurança Interna (DGSI) francesa, apelidada de ” Ulisses “.

Leia mais em Diário de Notícias

Artigos relacionados
MundoPolítica

Sarkozy admite recorrer ao Tribunal Europeu dos Direitos Humanos

ChinaMundo

Presidentes da França e China conversam sobre economia e Mianmar mas não citam uigures

CulturaMundo

Teatro de Maria Antonieta aproveita confinamento para obras

BrasilPolítica

Brasil e França devem ser "amigos" após conflito com Macron

Assine nossa Newsletter