Humidade produzida pelas máscaras pode reduzir gravidade da covid-19, diz estudo - Plataforma Media

Humidade produzida pelas máscaras pode reduzir gravidade da covid-19, diz estudo

Um estudo do ​​​​​​​National Institutes of Health (NIH), agência federal norte-americana de investigação médica, concluiu que a humidade gerada pela respiração dentro das máscaras pode ajudar a combater doenças respiratórias como a covid-19.

Os resultados desta investigação, publicados no Biophysical Journal, indicam que o uso de máscaras de vários tipos aumenta substancialmente a humidade do ar inspirado por quem a usa e relaciona este dado com o facto já provado de que a hidratação do trato respiratório beneficia o sistema imunológico.

Segundo o estudo, esta conclusão pode ajudar a explicar a razão pela qual o uso de máscaras de proteção individual tem sido associado a uma menor gravidade da doença de pessoas infetadas pelo vírus SARS-CoV-2.

“Descobrimos que as máscaras aumentam fortemente a humidade do ar inalado e admitimos que a hidratação do trato respiratório daí resultante pode ser responsável pela descoberta já documentada que associa a menor gravidade da doença covid-19 ao uso de máscara”, adianta Adriaan Bax, investigador do NIH e autor principal do estudo.

De acordo com o investigador, está demonstrado que níveis elevados de humidade “atenuam a gravidade da gripe”, o que pode ser aplicado à covid-19 “através de um mecanismo semelhante”.

Leia mais em Jornal de Notícias

Artigos relacionados
BrasilPolítica

Brasil é o 2º país com mais barreiras de entrada no exterior por conta do coronavírus

BrasilSociedade

Brasil bate recorde e supera EUA em novas mortes por Covid por milhão de habitantes

Mundo

Alemanha adota plano de suspensão progressiva do confinamento

ChinaMundo

Milhares de vacinas falsas apreendidas na África do Sul e China

Assine nossa Newsletter