Portugal apela à libertação imediata do opositor russo - Plataforma Media

Portugal apela à libertação imediata do opositor russo

A posição de Portugal assemelha-se à já tomada por vários Estados, como a Alemanha, a França, o Reino Unido ou os Estados Unidos e por diversas organizações internacionais.

O Ministério português dos Negócios Estrangeiros apelou esta segunda-feira à libertação imediata do opositor russo Alexei Navalny, detido no domingo quando regressou à Rússia, depois de ser vários meses internado na Alemanha para tratar uma tentativa de envenenamento.

Numa mensagem divulgada na rede social Twitter, o ministério refere ainda que “a detenção de Alexei Navalny é motivo de grande preocupação” e que “Portugal acompanha a situação de perto com os parceiros europeus”.

Leia mais em TSF

Este artigo está disponível em: 繁體中文

Artigos relacionados
MundoPolítica

Navalny: Rússia promete resposta se a União Europeia apresentar novas sanções

Política

Milhares nas ruas exigem libertação de Navalny. Há mais de mil detidos

Política

Alexei Navalny: "Putin foi apanhado com uma arma apontada à minha cabeça"

MundoPolítica

Putin nega interferência nos assuntos dos EUA e admite aliança militar com China

Assine nossa Newsletter