Anvisa aprova importação de 2 milhões de doses da vacina de Oxford - Plataforma Media

Anvisa aprova importação de 2 milhões de doses da vacina de Oxford

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou um pedido feito pela Fundação Oswaldo Cruz  (Fiocruz) de importação excepcional de 2 milhões de doses prontas da vacina desenvolvida pela Universidade de Oxford e pela farmacêutica AstraZeneca

De acordo com a Anvisa, a aprovação ocorreu no dia 31 de dezembro de 2020, mesmo dia que o pedido de importação foi protocolado pela Fiocruz.

No Brasil, a Fiocruz é a responsável por produzir a vacina desenvolvida pela AstraZeneca em parceria com a Universidade de Oxford. As doses importadas foram fabricadas pelo Serum Institute of India PVT. LTD, que é uma das empresas participantes do Covaxx Facility, o programa de aceleração e alocação global de recursos contra o novo coronavírus co-liderada pela OMS. O laboratório brasileiro informou que irá pedir o aval para uso emergencial do produto na próxima semana.

Como se trata de uma importação de vacina que ainda não foi aprovada no país, a entrada no país deve seguir algumas condições, estabelecidas pela Anvisa.

Conforme a nota divulgada pela Anvisa na noite deste sábado (2), a principal exigência é que as vacinas importadas fiquem sob a guarda específica da Fiocruz até que a Anvisa autorize o uso do produto no país. Para isso, a Fiocruz deve garantir as condições de armazenamento e segurança para manutenção da qualidade do produto. 

Leia mais em ISTOÉ

Artigos relacionados
BrasilPolítica

Bolsonaro nega interferência na Anvisa e diz ter pressa para vacina

BrasilMundo

Anvisa começa a inspecionar voos vindos do Reino Unido

BrasilSociedade

Anvisa concede certificado de boas práticas à fábrica da vacina Coronavac

BrasilPolítica

Ministro da Saúde do Brasil prevê vacina em fevereiro

Assine nossa Newsletter