Terrenos em Macau: Relatório refuta ilegalidades e aponta dedo à Administração Portuguesa - Plataforma Media

Terrenos em Macau: Relatório refuta ilegalidades e aponta dedo à Administração Portuguesa

Relatório divulgado ontem pelo Comissariado contra a Corrupção sobre 74 processos de concessão de terrenos caducados aponta que não existe qualquer irregularidade administrativa do Governo e que a Lei de Terras deve continuar inalterada. O CCAC condena ainda a dispensa de concurso público de algumas concessões, decisão tomada no tempo da administração portuguesa

O Comissariado contra a Corrupção (CCAC) considera que o Governo não praticou qualquer irregularidade ou ilegalidade administrativa nos processos de declaração de caducidade de 74 terrenos concessionados e que a actual Lei de Terras não pode ser apontada como entrave para o desenvolvimento dos projectos de construção.

Além disso, o CCAC dá ainda nota para o facto de as 74 decisões sobre a concessão dos terrenos terem sido tomadas sob administração portuguesa, sendo que, muitas delas, dispensaram o sistema de concurso público.

Leia mais em Hoje Macau.

Este artigo está disponível em: 繁體中文

Artigos relacionados
MacauMundo

Macau rejeita relatório do Congresso dos Estados Unidos

EconomiaMundo

Relatório parlamentar alerta sobre falta de preparação do RU para o Brexit

EconomiaMundo

Quais são as cidades mais caras do mundo

MundoSociedade

Fome em Timor-Leste é alarmante. Guiné-Bissau, Angola e Moçambique com situações graves

Assine nossa Newsletter