Juízes negros brasileiros unem-se contra desigualdade racial nos tribunais - Plataforma Media

Juízes negros brasileiros unem-se contra desigualdade racial nos tribunais

Um grupo de juízes promove encontros para discutir inclusão e racismo e reivindica reserva de vagas nos concursos

Não é fácil andar pela Bahia sem esbarrar com uma pessoa negra pelo caminho. No estado, mais de 80% da população, segundo o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), é de pretos e pardos. Mas naquela manhã de novembro de 2016, Fábio Esteves só via brancos ao redor.

Foi assim até ele avistar Edinaldo César caminhando em sua direção. Passou a ser, então, dois juízes negros entre os mais de 800 convidados do encontro nacional de magistrados, num luxuoso resort em Porto Seguro, no sul do estado. “Somos muito poucos aqui”, disse Fábio ao colega. “Isso precisa mudar.”

Ali nasceu o coletivo que organiza o Encontro Nacional de Juízas e Juízes Negros. No ano seguinte, eles reuniram 80 magistrados em Brasília para discutir a inclusão racial nos tribunais. Foi o pontapé inicial de uma luta que já dura quatro anos e vem ganhando força dentro do Judiciário.

Leia mais em Folha de S.Paulo

Artigos relacionados
BrasilDesporto

Funcionários denunciam suposto caso de racismo e assédio moral no Santos

BrasilSociedade

Polícia brasileira indicia seis arguidos pelo homicídio racista de um homem negro no Carrefour

DesportoSociedade

"Qualquer coisa que se possa dizer contra um negro é sempre sinal de racismo"

BrasilCultura

Fundação Palmares exclui 27 negros de lista de personalidades homenageadas

Assine nossa Newsletter