Indicado por Biden, poderá ser primeiro negro a chefiar o Pentágono - Plataforma Media

Indicado por Biden, poderá ser primeiro negro a chefiar o Pentágono

General Lloyd Austin, veterano com grande experiência em logística militar, deve ser apontado para cargo mais alto da Defesa nos EUA. Presidente eleito prometeu compor gabinete mais diversificado da história americana.

O presidente eleito dos Estados Unidos, Joe Biden, deverá nomear o general aposentado Lloyd Austin, de 67 anos, para o cargo de secretário de Defesa, segundo fontes próximas à decisão ouvidas por veículos de imprensa americanos e agências de notícias.

Se tiver sua indicação confirmada pelo Senado, Austin, que atuou como chefe do Comando Central dos EUA durante a presidência de Barack Obama, responsável pela supervisão das Forças Armadas americanas no Médio Oriente, será o primeiro negro a assumir o cargo mais alto da Defesa do país.

O general, que se aposentou em 2016, necessitará de uma permissão especial do Congresso para assumir o cargo, por estar fora das Forças Armadas há menos de sete anos, que é o prazo exigido por lei. O primeiro secretário de Defesa do presidente Donald Trump, James Matthis, também precisou dessa mesma autorização antes de poder exercer o cargo.

Austin tem reputação de ser um estratega astuto, com grande conhecimento das Forças Armadas. Estabeleceu uma relação com Biden durante o governo Obama e vem a atuar como consultor de segurança nacional na equipa de transição, segundo apurou a agência de notícias Reuters.

Artigos relacionados
LifestyleMundo

Jill de azul pela confiança. Kamala de púrpura pela luta e diversidade

CulturaMundo

Quem é Amanda Gorman, a poeta que declamou na posse de Biden

MundoPolítica

Biden toma hoje posse como Presidente, com a cidade de Washington sitiada

BrasilMundo

Com Biden, Bolsonaro tenta demonstrar força na Amazónia com menos tropas

Assine nossa Newsletter