João Lourenço reforça serviços secretos com 3,4 milhões de euros - Plataforma Media

João Lourenço reforça serviços secretos com 3,4 milhões de euros

O Presidente angolano autorizou um crédito adicional de 2.677 milhões de kwanzas (3,4 milhões de euros) para o pagamento de despesas do Sinse (Serviço de Informação e Segurança do Estado), refere um diploma hoje publicado no Diário da República.

O documento acrescentou que o crédito “deve ser atribuído faseadamente, em função das necessidades de pagamento e após esgotadas todas as verbas atribuídas inicialmente”.

Num outro diploma com a mesma data, 26 de novembro, o Presidente João Lourenço, aprovou a implementação da Iniciativa de Suspensão do Serviço da Dívida (DSSI), lançada pelo G20, e autorizou a ministra das Finanças, Vera Daves de Sousa, a negociar, aprovar e assinar os termos e condições específicas de qualquer documentação relacionada com esta iniciativa.

Na semana passada, a ministra participou num evento ‘online’ “Investir em África”, realizado pela agência Bloomberg, indicando estarem ainda a ser negociados os termos do acordo do pagamento da dívida aos principais credores.

Este artigo está disponível em: English

Related posts
EconomiaLusofonia

Presidência lusa da UE trará "muitos benefícios" aos PALOP

AngolaMundo

Presidente da RD Congo pede ajuda a Angola para travar crise política

AngolaChina

Modelo de financiamento usado pela China em África está a mudar, diz analista

Angola está no “limiar do estado de emergência”

Assine nossa Newsletter