Morreu Reinaldo Teles, o dragão discreto e leal escudeiro de Pinto da Costa - Plataforma Media

Morreu Reinaldo Teles, o dragão discreto e leal escudeiro de Pinto da Costa

Morreu Reinaldo Costa Teles Pinheiro, um dos fiéis escudeiros desde a primeira hora de Pinto da Costa, presidente do F. C. Porto.

O “Chefinho”, como carinhosamente lhe chamavam os futebolistas que passaram pelos dragões, tinha 70 anos – nasceu em Paços de Ferreira, a 14 de fevereiro de 1950 – e perdeu a batalha pela vida para a covid-19, no Hospital de São João, no Porto, onde estava internado já cerca de um mês. Viúvo, a esposa Lurdes faleceu a 8 de novembro de 2011, tinha dois filhos.

Reinaldo Teles acompanhou Pinto da Costa desde que se conheceram, em 1967, quando o agora presidente era diretor do Boxe e ele um promissor pugilista do clube. Uma relação de cumplicidade, lealdade, confiança e amizade desfeita 53 anos depois pelo maldito coronavírus, cuja pandemia está a deixar o mundo em pantanas. “Que ele ganhe, porque realmente é um homem que fez muito, muito, por este clube. Vai ser muito difícil aparecer um presidente como Pinto da Costa”, afirmou Reinaldo Teles em junho, numa das últimas declarações públicas, quando apoiou a reeleição de Pinto da Costa para um 14.º mandato à frente do F. C. Porto.

Leia mais em Jornal de Notícias

Artigos relacionados
DesportoPortugal

Paulo Sousa avisa italianos: "FC Porto está ao nível da Juventus"

DesportoPortugal

Mais três casos positivos de covid-19 no FC Porto

DesportoPortugal

Empate de forças no Clássico FC Porto-Benfica

DesportoPortugal

"Trouxeram nomes famosos, mas estamos em melhor forma que o Benfica"

Assine nossa Newsletter