Confrontos entre manifestantes e polícia no Porto são "reflexo do desespero" - Plataforma Media

Confrontos entre manifestantes e polícia no Porto são “reflexo do desespero”

Manifestantes do setor da restauração que se concentraram esta tarde na Avenida dos Aliados confrontaram-se com a PSP. Uma pessoa foi identificada. “O setor está em grande desespero”, alertou o porta-voz do Movimento “A Pão e Água, que organizou o protesto.

Um grupo de empresários do setor da restauração, bares e comércio arremessou garrafas contra agentes da PSP e queimou caixões durante uma manifestação na Avenida dos Aliados, no Porto.

Este protesto, que começou cerca das 16:00 e reúniu mais de mil empresários a contestar medidas que consideram restritivas impostas pelo Governo de António Costa para travar a pandemia de covid-19, resultou em “desacatos” com a polícia.

Além do arremesso de garrafas contra elementos das forças de segurança, os manifestantes colocaram caixões [simbolizando a morte do setor] a arder, obrigando a intervenção policial.

Segundo o DN apurou, a situação ter-se-á iniciado quando os manifestantes começaram a lançar artifícios pirotécnicos e queimaram um caixão. Os manifestantes terão dificultado acesso dos bombeiros ao local, o que levou a polícia a ter de intervir, segundo fonte policial.

Leia mais em Diário de Notícias

Artigos relacionados
PolíticaPortugal

PCP e Governo ainda "muito distantes", comunistas relativizam aproximação do PS

MundoSociedade

60% das empresas não ajudam quem está em teletrabalho

Assine nossa Newsletter