Costa quer evitar rutura na Saúde, evitar confinamento geral e anuncia apoio à restauração - Plataforma Media

Costa quer evitar rutura na Saúde, evitar confinamento geral e anuncia apoio à restauração

O primeiro-ministro, em entrevista à TVI reafirmou a confiança na ministra da Saúde e admitiu que se não for possível controlar a situação, “vamos chegar uma rutura”.

António Costa admitiu que não esperava uma segunda onda “tão cedo”, justificando assim alguma impreparação do governo para implementar medidas mais cedo. “Toda a Europa foi apanhada de surpresa. Ninguém esperava a segunda onda tão cedo, mas em setembro alertámos que a situação era muito grave”, diz o primeiro-ministro.

O responsável do governo diz ainda que o que podia ser preparado “foi feito”. “Aumentámos a capacidade de resposta em termos de chamadas da linha SNS 24, testagem e camas de internamento. Aumentámos muito a capacidade. A transmissão da doença não depende do governo, depende de cada um de nós”.

O primeiro-ministro acredita que ainda é possível evitar a rutura que alguns especialistas já adivinham para as próximas semanas: “neste momento temos ainda capacidade de controlar” a pandemia.

Sobre as queixas da hotelaria e restauração, com indicações que as falências em massa vão ser inevitáveis, Costa anunciou, sem indicar qual o valor da compensação, “um pacote específico para apoiar empresas de restauração pelo que vão sofrer de receita nos dois próximos fins de semana”.

Leia mais em Dinheiro Vivo

Artigos relacionados
PolíticaPortugal

Covid-19: Governo português decreta recolher obrigatório à noite e aos fins-de-semana

PolíticaPortugal

Presidenciais: João Ferreira alerta para “o risco” de Marcelo “reabilitar” a direita

PolíticaPortugal

Costa admite estado de emergência em Portugal até ao fim da pandemia

PolíticaPortugal

CEO da Cloudflare ataca Governo português e alerta fundador da Web Summit

Assine nossa Newsletter