Primeiro centro de medicinas ocidental e tradicional chinesa para tratamento de Parkinson

Primeiro centro de medicinas ocidental e tradicional chinesa para tratamento de Parkinson

Inaugurado o primeiro centro de diagnóstico e tratamento da doença de Parkinson da cidade, combinando medicina ocidental e medicina tradicional chinesa, no Hospital Xinhua, ontem.

“Tratamentos bem sucedidos às complicações motoras dos pacientes de Parkinson é difícil”, disse o Dr. Liu Zhenguo, diretor do departamento de neurologia do Hospital Xinhua. “A melhor opção é evitar que a situação aconteça e se desenvolva. O novo centro irá regular e gerir melhor o tratamento dos pacientes. Quanto mais pacientes ajudarmos a manter a sua autonomia e capacidade de cuidar de si própria, maior será a vitória do centro. ”

O hospital publicou um guia sobre o tratamento para complicações motoras de Parkinson de medicina ocidental e medicina tradicional chinesa, em julho. Refere que a combinação das duas medicinas, neste tratamento, pode aliviar os sintomas não motores, como depressão, dor, ansiedade, incapacidade de ficar parado e a repetição de certos comportamentos estereotipados.

“Os pacientes com Parkinson precisam de acompanhamento a longo prazo para monitorização e testes, bem como ajustes nos planos de tratamento”, disse Liu.

Leia mais em inglês no Shanghai Daily

Este artigo está disponível em: English

Artigos relacionados
MundoSociedade

EUA aprovam tratamento para Covid com anticorpos contra Ébola

MundoPolítica

Ex-presidente deposto do Mali viajou aos Emirados Árabes para tratamento médico

Assine nossa Newsletter