Espanha, um paraíso de canábis para os traficantes de droga da Europa - Plataforma Media

Espanha, um paraíso de canábis para os traficantes de droga da Europa

A noite já vai longa quando a polícia invade uma casa perto de Barcelona, ​​onde centenas de plantas de canábis estão a crescer no porão sob o brilho de um mar de lâmpadas de calor.

Depois de décadas como a porta de entrada para o haxixe marroquino entrar na Europa, a Espanha agora está a assistir a plantações ilegais multiplicarem-se enquanto o país se transforma num centro de produção de canábis, atraindo gangues de criminosos de todo o continente.

Entre 2014 e 2018, as apreensões de plantas de marijuana quadruplicaram, mostram os números do Ministério do Interior espanhol. O país sozinho foi responsável por um terço de todas essas operações em toda a União Europeia, de acordo com o Relatório Europeu sobre Drogas de 2019.

E o maior número de apreensões ocorreu na Catalunha, a rica região a nordeste que faz fronteira com a França. “A Catalunha tornou-se o pomar de marijuana da Europa”, afirma Ramon Chacon, um importante investigador criminal da polícia regional Mossos d’Esquadra.

O fenómeno começou há cerca de uma década, quando grupos envolvidos na distribuição de haxixe marroquino ao longo da costa mediterrânica espanhola, que já tinham uma boa rede de distribuição e contatos, “perceberam que poderiam ganhar mais vendendo maconha”.

Com cerca de 25 milhões de consumidores, a canábis é a droga preferida dos europeus, cuja venda possa ter garantido aos traficantes cerca de 11,6 mil milhões de euros no ano passado, mostram estimativas da Europol.

Leia mais em Inglês no Plataforma.

Artigos relacionados
BrasilSociedade

Traficante brasileiro engana autoridades e mantém vida de luxo na Europa

FuturoMundo

Hidroxicloroquina não previne contágio nem combate a Covid-19, diz estudo

MundoSociedade

O mercado negro onde bebés roubados são vendidos por um punhado de dólares

ChinaMundo

Europeus olham para a China com desconfiança, mas portas permanecem abertas

Assine nossa Newsletter