Feira de Frankfurt deve sossegar nos negócios e sacrificar o cafezinho - Plataforma Media

Feira de Frankfurt deve sossegar nos negócios e sacrificar o cafezinho

Realizado em formato virtual, maior evento do mercado literário tende a perder frenesi e descobertas casuais

Principal evento mundial do mercado literário, a Feira de Frankfurt vai ter um clima diferente em ano de pandemia. Quase toda feita numa plataforma virtual, desta quarta até domingo, a feira vai se parecer menos com a tradicional maratona em que editores perdem o fôlego para fechar os títulos mais quentes do momento.

Os profissionais de fora da Alemanha ficaram em seus países, inclusive os brasileiros, que em vez de marcar uma batelada de reuniões diárias estão espalhando conversas via Zoom ao longo de sua rotina normal de trabalho.

Leia mais em Folha de S.Paulo.

Artigos relacionados
ChinaCultura

Livro português “1.º Direito” venceu prémio chinês de literatura infantil

CulturaMundo

Prémio Cervantes 2020 atribuído ao poeta espanhol Francisco Brines

AngolaCultura

Festival de Literatura em Luanda promove o intercâmbio entre escritores

BrasilCultura

Chico Buarque, Martinho da Vila e Nélida Piñon são finalistas do prémio Jabuti

Assine nossa Newsletter