Pinturas de túmulos da dinastia Tang pela primeira vez em Taiwan

Pinturas de túmulos da dinastia Tang pela primeira vez em Taiwan

Mais de 40 obras da dinastia Tang foram reproduzidas através de tecnologia digital de alta resolução para exibição, desde o final de setembro, na Universidade Normal de Taiwan. Esta é a primeira vez que pinturas desta dinastia são exibidas, a esta escala, em Taiwan. 

A exposição, intitulada “Coleções de Uma Grande Era – Exposição de frescos de túmulos da dinastia Tang – 1ª parte”, conta com obras encontradas em túmulos de membros da realeza e de oficiais da dinastia Tang, incluindo os príncipes herdeiros Zhanghuai e Yide e a princesa Yongtai. 

Estes túmulos foram maioritariamente encontrados em escavações durante meados do século 20 em Xi’an, Shaanxi e regiões vizinhas. A exposição inclui também várias relíquias do Museu de História de Shaanxi, como pinturas de um jogo de polo, de torres da dinastia Tang, de uma cena de caça, de m mural de uma receção a convidados ou de um grupo de senhoras no palácio.

A exposição está dividida em quatro partes, “Chang’an”, “Costumes”, “Fusão” e “Reprodução”, revelando os triunfos artísticos e características culturais da dinastia Tang, desde a arquitetura até à moda e costumes. Ao mesmo tempo, a exposição aborda temas relacionados com restauração e proteção de pinturas murais.

Financiada pela Fundação China Soong Ching Ling, pela Associação de Intercâmbio Cultural de Shaanxi e pela Associação de Promoção Cultural Hanwei, a cerimónia de abertura da exposição decorreu, em simultâneo, em Taipei e Shaanxi, incluindo uma videoconferência entre os dois locais. 

Yu Qun, vice-presidente da Fundação China Soong Ching Ling, durante a cerimónia em Xi’an partilhou que as duas margens da cultura tradicional chinesa partilham a alma, e por isso esta exposição é extremamente importante para a promoção da cultura tradicional chinesa e interação entre estes dois pontos. 

A exibição irá viajar por várias universidades de Taiwan, procurando oferecer aos jovens locais mais oportunidades de ficar a conhecer a cultura tradicional e inspirando e abrindo os respetivos horizontes. 

Já Chen Chunli, presidente da Associação de Promoção Cultural Hanwei, reconheceu durante a cerimónia de abertura em Taipei a importância da dinastia Tang para a prosperidade da cultura chinesa, assim como a forma como influenciou a civilização até aos dias de hoje através da abertura, pluralismo, inclusão e confiança. 

“Por exemplo, segundo estatísticas ainda incompletas, em Taiwan existem cerca de 30 ruas e estradas com o nome Chang’an. A cultura de Tang é obviamente de grande importância para nós, e devemos por isso compreendê-la”, disse.

Acrescentou que estas pinturas murais em túmulos são diferentes daquelas encontradas em palácios ou grutas. Estas últimas têm características de várias dinastias, já que as pinturas tumulares são como uma “capsula do tempo”, intocadas desde a construção até às escavações que as descobriram e os murais oferecem uma oportunidade de vislumbrar a dinastia, podendo a partir dessa informação explorar-se e confirmar-se o desenvolvimento da diplomacia, política, sociedade e cultura dessa era.

Depois da Universidade Normal de Taiwan, a exposição irá passar ainda por Taichung e Taoyuan, entre outras cidades, visitando cinco universidades. Chen Chunli manifestou o desejo de que a exposição passe também por vários centros comunitários, centros culturais e pequenas e médias galerias, para poder chegar a ainda mais ao público local. 

Este artigo está disponível em: 繁體中文

Artigos relacionados
CulturaMacau

Exposição | “Crisscross Paths” marca o regresso ao Armazém do Boi

ChinaPolítica

Taiwan: China adverte EUA que “esmagará” qualquer tentativa de independência

CulturaMacau

Peças de Cristina Vinhas expostas a partir de ontem na Casa de Vidro

ChinaPolítica

China expressa oposição a negociações comerciais entre EUA e Taiwan

Assine nossa Newsletter