Migrantes fugiram de um quartel do Exército em Tavira. Um está infetado com Covid-19 - Plataforma Media

Migrantes fugiram de um quartel do Exército em Tavira. Um está infetado com Covid-19

17 migrantes fugiram do quartel de Tavira durante a madrugada. Dois foram detidos, um dos quais com um pé partido na fuga

Um dos 17 migrantes que fugiram esta madrugada do Quartel de Tavira, está infetado com Covid-19. De acordo com informações recolhidas pelo DN junto a fontes que estão a acompanhar o caso, este migrante testou positivo esta semana e não estava ainda isolado com os outros dois positivos, detetados logo à chegada deste grupo, proveniente de Marrocos, dia 15 de setembro.

O SEF faz saber que dois dos migrantes foram detidos, um dos quais teve de ser hospitalizado. Ao que o DN apurou, terá partido um pé quando saltou da janela do primeiro andar do quartel.

Os migrantes fizeram uma corda com os resguardos dos colchões e saíram por uma janela. Estavam nesta situação quando a PSP detetou a fuga e deu o alarme. Ficaram ainda para trás outros sete, dois dos quais os que estavam isolados com Covid-19.

O grupo chegou ao Algarve em setembro e estava no quartel a “fazer a quarentena profilática”, refere o SEF em comunicado enviado às redações.

“As autoridades policiais já localizaram dois cidadãos, tendo um sido transportado para o Hospital de Faro, depois de se ter ferido num pé durante a fuga, e outro encontra-se nas instalações da PSP de Tavira”, lê-se na nota.

Leia mais em Diário de Notícias

Este artigo está disponível em: English

Artigos relacionados
PortugalSociedade

Migrantes marroquinos fugiram do quartel em Tavira. Quatro já foram localizados

MundoPolítica

Partido de extrema direita alemão destituiu membro que propôs ‘gasear’ migrantes

PolíticaPortugal

Capacidade esgotada no SEF. Governo põe migrantes em cadeias e quartéis

EconomiaPortugal

Como os japoneses fizeram renascer a tradição algarvia da pesca do atum

Assine nossa Newsletter