Quem mentiu mais no debate entre Trump e Biden? - Plataforma Media

Quem mentiu mais no debate entre Trump e Biden?

O frente-a-frente ficou marcado pelos ataques e pelos insultos. A nível político, não trouxe nada de novo. Ambos os candidatos proferiram afirmações que não passaram na verificação dos factos.

A pouco mais de um mês das presidenciais norte-americanas, o primeiro debate entre Donald Trump e Joe Biden ficou marcado pela troca de insultos pessoais – “não há nada de inteligente em ti, Joe”, disse o presidente sobre o adversário democrata, que por sua vez chegou a apelidar o republicano de “palhaço” e a mandá-lo calar.

A nível político, o frente-a-frente não trouxe nada de novo, com cada candidato a defender a sua verdade em temas como economia, coronavírus ou as próprias eleições, com afirmações que não passam no crivo da verificação dos factos.

Economia

Trump repetiu aquilo que já diz há anos: que a sua Administração “construiu a maior economia da história”. Mas esta afirmação não tem em conta a crise que a pandemia gerou, com milhões de norte-americanos a caírem no desemprego.

Depois de o desemprego ter atingido um mínimo histórico de 3,5% em dezembro, o Departamento de Emprego disse em janeiro (ainda antes de o covid-19 chegar aos EUA) que o crescimento de emprego foi mais lento nos primeiros três anos da presidência de Trump. Só foram criados 6,5 milhões postos de emprego, sendo que nos três anos anteriores, ainda com Barack Obama na Casa Branca, tinham sido criados oito milhões.

A pandemia levou o desemprego até aos 14,7% em abril, com os números de agosto a apresentarem já uma melhoria, para os 8,4%.

Em matéria de crescimento económico, outro indicador da força da economia norte-americana, Trump conseguiu um crescimento de 3% do PIB em 2018, o seu melhor ano. Obama tinha conseguido 3,1% em 2015 e George W. Bush, antes dele, chegou aos 3,8% em 2004.

Trump conseguiu contudo níveis históricos na bolsa, com o índice a atingir os 29 551,42 pontos a 12 de fevereiro, mas cerca de um mês depois (por causa da pandemia) o Dow Jones já estava nos piores registos em mais de uma década, nos 19 173,98. Entretanto já recuperou para os 27 452,76 esta terça-feira.

Biden, que foi vice-presidente de Obama, disse no debate que a anterior administração deixou a Trump uma economia em crescimento e que ele causou a recessão. Um exagero da parte do democrata, já que nem a economia estava assim em tão boa saúde quando Trump chegou à Casa Branca nem o republicado foi responsável pelos maus números económicos que a pandemia causou.

Mas Biden também mentiu quando alegou que o presidente não fez nada para ajudar os pequenos negócios. Ainda durante a pandemia, Trump assinou o pacote de ajuda de 2,3 biliões de dólares que criou o programa de proteção do salário que incluía 525 mil milhões de dólares para empréstimos a fundo perdido a mais de cinco milhões de pequenas empresas. Contudo, 130 mil milhões não chegaram a ser usados.

O ex-vice-presidente também alegou que os EUA têm um maior défice comercial com a China do que tinham antes, mas este caiu abruptamente nos últimos anos.

Leia mais em Diário de Notícias

Artigos relacionados
MundoPolítica

Biden ultrapassa marca de 80 milhões de votos, recorde absoluto

MundoPolítica

Joe Biden anuncia terça-feira nomes do futuro Governo

MundoPolítica

Juiz da Pensilvânia rejeita alegações de Trump de fraude eleitoral

MundoPolítica

Trump vai jogar golfe em plena cimeira do G20

Assine nossa Newsletter