Genebra aprova salário mínimo de quase 3800 euros por mês - Plataforma Media

Genebra aprova salário mínimo de quase 3800 euros por mês

Os habitantes de Genebra, na Suíça, votaram no domingo a favor da proposta de um salário mínimo de 23 francos suíços à hora – o equivalente a cerca de 21,3 euros – para todos os que trabalham na cidade, uma das mais caras do Mundo. A medida entrará em vigor a partir de meados de outubro.

Genebra é uma das cidades mais caras do Mundo, com o aluguer de um apartamento de dois quartos a rondar os 3000 francos (cerca de 2777 euros) e um café a custar entre 4 e 5 francos (entre 3,70 e 4,60 euros).

Agora, segundo o “La Vanguardia”, o salário mínimo será de 4086 francos suíços por mês para 42 horas de trabalho por semana, cerca de 3785 euros, o mais alto do Mundo. A medida é, no entanto, uma raridade no país: apenas três cantões, de um total de 26, adotaram o salário mínimo; além de Genebra, também Jura e Neuchâtel. O Executivo do cantão e os partidos de centro e direita pediram para rejeitar a proposta.

A votação teve vários contratempos no passado. Em 2014, os eleitores votaram contra a introdução de um salário mínimo para toda a confederação. Demorou três vezes em Genebra para que os partidários desta medida social finalmente convencessem 58% do eleitorado, cerca de 500 mil eleitores, de acordo com os resultados oficiais publicados no domingo.

Leia mais em Jornal de Notícias

Este artigo está disponível em: 繁體中文

Assine nossa Newsletter