Varandas diz que os critérios que a DGS está a aplicar não fazem sentido - Plataforma Media

Varandas diz que os critérios que a DGS está a aplicar não fazem sentido

O presidente do Sporting considera que os clubes de futebol não aguentam outra época sem público. Também não entende como é que Espanha e de Inglaterra obrigam a 10 dias de isolamento a futebolistas com testes positivos, enquanto em Portugal são 14.

O presidente do Sporting, Frederico Varandas, considerou que os clubes de futebol não podem aguentar mais uma época sem público nas bancadas e criticou os critérios seguidos em Portugal pela Direção-Geral da Saúde (DGS).

“Nunca se pode perder o critério científico que nestes momentos se está a perder com o ruído e a pressão, já que os verdadeiros grupos de risco são os idosos e os que têm algumas patologias associadas. Os critérios que a DGS está a aplicar em Portugal não fazem sentido”, disse Frederico Varandas, que é médico de profissão, numa entrevista à agência EFE, de Espanha.

O presidente dos leões fundamentou a sua crítica à autoridade máxima de saúde portuguesa: “Hoje sabe-se que a partir do décimo dia, desde que o paciente dá positivo para a covid-19, não há risco de transmissão e em Portugal o paciente tem que estar 14 dias isolado”.

Leia mais em O Jogo

Este artigo está disponível em: 繁體中文

Assine nossa Newsletter