Xi Jinping critica politização da pandemia e diz não querer "guerra fria ou quente" - Plataforma Media

Xi Jinping critica politização da pandemia e diz não querer “guerra fria ou quente”

Sem citar EUA durante o discurso na ONU, dirigente pede união internacional e nega que China almeje hegemonia mundial

Em discurso na Assembleia Geral das Nações Unidas nesta terça (22), o líder chinês, Xi Jinping, criticou a politização em torno da crise de coronavírus e pediu união para enfrentar os desafios do pós-pandemia.

Alvo de críticas dos EUA e de parte da comunidade internacional devido à resposta à Covid-19, Xi instou os países a seguirem diretrizes com base em evidências científicas e a coordenarem uma resposta conjunta sob a tutela da Organização Mundial de Saúde (OMS), colocando as pessoas e as vidas em primeiro lugar.

“Nenhum caso deve ser esquecido e nenhum paciente pode ficar sem tratamento. O vírus será derrotado, e a humanidade vencerá essa batalha”, disse o dirigente chinês, louvando esforços dos governos em todo o mundo, a dedicação de cientistas, o trabalho de profissionais de saúde e a perseverança da população.

Leia mais em Folha de S.Paulo.

Este artigo está disponível em: 繁體中文

Related posts
EconomiaMundo

"Impacto da pandemia no mundo do trabalho é quatro vezes maior do que foi em 2008"

MundoSociedade

ONU: Direitos humanos não devem ser visto como "aspirações teóricas"

MacauSociedade

Medidas contra pandemia em Macau devem continuar de forma “rigorosa”

ChinaReligião

China “preparada” para receber representante da ONU para Direitos Humanos em Xinjiang

Assine nossa Newsletter