Hackers divulgam dados de 2.000 policiais mascarados na Belarus - Plataforma Media

Hackers divulgam dados de 2.000 policiais mascarados na Belarus

Ação tenta constranger agentes a deixar repressão contra protestos antiditadura; regime diz que responsáveis serão punidos.

Um grupo de hackers bielorrussos vazou na internet dados de 2.000 policiais, numa operação chamada de “desanonimização”: dar nomes e caras aos agentes que participam da repressão aos protestos contra a ditadura no país.

Os policiais têm trabalhado com balaclavas (máscaras que deixam apenas os olhos à mostra), e, na última semana, manifestantes também arrancaram as máscaras de algum deles durante tentativas de detenção.

“Ninguém permanecerá anônimo, mesmo sob uma balaclava. Enquanto as prisões continuarem, publicaremos dados em grande escala”, afirmou a ciberguerrilha em comunicado distribuído pelo Nexta, canal de notícias que funciona no Telegram, editado na Polónia.

Leia mais em Folha de S.Paulo

Related posts
MundoPolítica

Lukashenko é “tóxico” e até Rússia já se sente “desconfortável”, diz líder da oposição bielorussa

MundoPolítica

"Lukashenko é um ditador cruel. Não posso descansar, sorrir ou relaxar"

MoçambiqueMundo

Ministros dos Negócios Estrangeiros da UE debatem Moçambique, Bielorrússia e Rússia

MundoPolítica

União Europeia chega acordo e anuncia sanções contra a Bielorússia

Assine nossa Newsletter