Arturo Pérez-Reverte: "É uma anomalia que Portugal e Espanha não sejam um mesmo Estado" - Plataforma Media

Arturo Pérez-Reverte: “É uma anomalia que Portugal e Espanha não sejam um mesmo Estado”

O escritor espanhol Arturo Pérez-Reverte afirma que partilha da visão iberista de José Saramago e lamenta que Filipe II não tenha mudado a capital de Espanha para Lisboa: “Seríamos uma potência mundial.”

ão é preciso que a entrevista a propósito do seu mais recente livro em Portugal, Uma História de Espanha, avance muito para que Arturo Pérez-Reverte reafirme a sua posição enquanto iberista: “É uma anomalia que Portugal e Espanha não sejam um mesmo Estado.” No entanto, considera que, em face da atual situação de Espanha, “essa separação é uma sorte para os portugueses porque estão distantes do desastre político, económico e social em que Espanha se converteu“.

Pérez-Reverte foi o escritor mais lido em Espanha no último ano graças a esta Uma História de Espanha e o romance Sidi, mas considera que não sente responsabilidade em ser o número um no seu país: “Eu tenho pouca responsabilidade porque é uma situação que não procurei. Escrevo e é bom ter muitos leitores desde que há trinta anos comecei a publicar livros. Apesar de serem cerca de três dezenas de títulos, sou um profissional e não existe um compromisso moral da minha parte em relação ao que faço, apenas no aspeto profissional.”

Leia mais em Diário de Notícias.

Este artigo está disponível em: English

Artigos relacionados
LifestylePolítica

Rei emérito Juan Carlos paga dívida fiscal de mais de quatro milhões

Sociedade

Espanha retira última estátua do ditador Franco

MundoPolítica

O separatismo vai continuar no poder na Catalunha

EconomiaPortugal

Reino Unido, Espanha, França e Itália compram mais de metade da nova dívida portuguesa

Assine nossa Newsletter