Instituto politécnico suspende aulas no centro de Moçambique - Plataforma Media

Instituto politécnico suspende aulas no centro de Moçambique

 As autoridades de saúde em Manica, centro de Moçambique, suspenderam as aulas do Instituto Médio Politécnico de Chigodole depois de dois alunos terem testado positivo para a covid-19, disse à Lusa fonte oficial.

Os dois casos de infeção foram detetados durante o rastreio a estudantes que regressaram de locais com transmissão comunitária, sendo que os dois alunos infetados com o novo coronavírus são oriundos de Maputo, capital do país.

“Demos apoio psicossocial aos casos positivos, que estão isolados no instituto”, que tem vertente de internato, afirmou à Lusa o diretor dos Serviços Provinciais de Saúde de Manica, Xavier Isidoro.

Segundo referiu Xavier Isidoro, um dos estudantes é assintomático e o outro apresenta sintomas ligeiros de gripe.

Para conter a cadeia de disseminação, prosseguiu o responsável, as autoridades de saúde colheram amostras dos 19 contactos dos casos positivos e realizaram uma desinfeção geral do instituto.

Todos os 165 estudantes rastreados, 41 dos quais provenientes das zonas de transmissão comunitária (Maputo, Nampula e Pemba), vão cumprir uma quarentena de 14 dias.

No início do mês, as autoridades de saúde de Manica suspenderam as aulas do Instituto de Formação de Professores de Chibata após dois estudantes, provenientes das províncias de Sofala e Nampula, terem testarem positivo para a covid-19.

Neste caso, Xavier Isidoro referiu que já foram criadas condições para o reinício das atividades e a autorização para a reabertura das aulas será deferido em breve.

Na província de Manica, 12 dos 13 institutos de ensino médio, superior e profissional reabriram as portas no quadro do alívio das restrições no país desde agosto e um continua encerrado por ainda não ter reunido as condições para o reinício seguro das aulas.

Moçambique regista um total acumulado de 5.482 casos de covid-19 com 35 mortes, 122 internados (26 em centros de isolamento) e 3.094 recuperados (55% de todos os positivos).

O total acumulado de infeções representa 4,74% dos testes realizados (115.588) e a taxa de letalidade (35 mortes) representa 0,6% dos casos registados no país desde o início da pandemia, em 11 de março.

Assine nossa Newsletter