Salários vitalícios beneficiam classe judicial e cargos nos estados no Brasil - Plataforma Media

Salários vitalícios beneficiam classe judicial e cargos nos estados no Brasil

Supremo Tribunal Federal tem barrado pensões vitalícias a ex-governadores. As propostas no Congresso contra o benefício há anos que não avançam

Apesar das discussões nos últimos anos para reduzir privilégios no setor público em meio a propostas de redução de despesas, os salários vitalícios ainda beneficiam integrantes do Judiciário e ocupantes de cargos no estados.

Ministros do STF (Supremo Tribunal Federal) têm direito à vitaliciedade e, mesmo ao deixar a corte, recebem salário integral, hoje em cerca de R$ 39,2 mil mensais —teto do funcionalismo público que, por vezes, é ultrapassado com o acréscimo de penduricalhos.

Uma vez empossado, o ministro só perde o cargo por renúncia, aposentadoria compulsória (aos 75 anos de idade) ou impeachment.

Segundo o STF, há atualmente 15 ministros inativos que recebem vencimentos integrais.

Leia mais em Folha de S.Paulo

Related posts
BrasilSociedade

Maioria dos reajustes salariais em outubro ficaram acima da inflação

EconomiaPortugal

Só mais pobres viram crescer rendimento real no 1.º semestre de 2022 em Portugal

Cabo VerdePolítica

Salários da função pública cabo-verdiana valem mais de 10% do PIB em 2023

PolíticaPortugal

Governo português pode antecipar mais 20 milhões em salários

Assine nossa Newsletter