Atas idênticas levantam suspeita de simulação de partidos na divisão de fundo eleitoral - Plataforma Media

Atas idênticas levantam suspeita de simulação de partidos na divisão de fundo eleitoral

PSL afirma ter feito reunião idêntica à do PL; Partido da Mulher entrega mesmo texto do Solidariedade

Se as eleições de 2018 foram marcadas por esquemas de candidatas laranjas nos partidos políticos, as de 2020 já começam sob suspeita de simulação de reuniões para definir os critérios de distribuição do bilionário fundo eleitoral, a maior fonte de recursos públicos para os candidatos a prefeito e vereador.

Folha identificou ao menos quatro partidos que entregaram ao TSE (Tribunal Superior Eleitoral) atas de reuniões partidárias com trechos idênticos entre si, um “Ctrl+C/Ctrl+V” que indica a suspeita de que siglas possam ter burlado exigências legais.

O PSL, por exemplo, saiu da condição de nanico em 2018 e terá neste ano direito à segunda maior fatia do bolo, quase R$ 200 milhões, por ter recebido uma expressiva votação na onda que elegeu Jair Bolsonaro presidente da República.

Leia mais em Folha de S. Paulo

Artigos relacionados
BrasilChina

Mourão diz que Brasil tem parceria estratégica com China após tensões diplomáticas

BrasilSociedade

Bolsonaro quer nova estrada no coração da Amazónia

BrasilPolítica

Capa da IstoÉ com Bolsonaro como Joker "irresponsável e insano" viraliza nas redes sociais

BrasilPolítica

Bolsonaro ameaça Biden: "Quando acaba a saliva tem de ter pólvora"

Assine nossa Newsletter