Cabo Delgado: Líder da RENAMO aponta dedo ao Governo moçambicano - Plataforma Media

Cabo Delgado: Líder da RENAMO aponta dedo ao Governo moçambicano

Para Ossufo Momade, é preciso saber, com certeza, quem são aqueles que estão por trás dos ataques naquela província do norte do país

Numa entrevista à DW África, o líder da RENAMO acusa o Governo liderado por Filipe Nyusi de estar a esconder o que, de facto, está a acontecer em Cabo Delgado. Ossufo Momade defende que o país tem que saber o que se passa e que as Forças de Defesa e Segurança (FDS) são a única alternativa para combater os insurgentes.

O que se tem passado ultimamente em Cabo Delgado é um dos maiores problemas que Moçambique enfrenta. A insurgência, refere Momade, parece estar a fugir ao controlo das autoridades e a situação humanitária para os deslocados está a deteriorar-se, dia após dia.

O líder do maior partido da oposição moçambicana considera que a contratação de mercenários para fazer frente à insurgência, para além de não ter aprovação oficial da Assembleia da República, é “uma grande violação”, lembrando que “apenas as FDS têm o direito de combater qualquer invasão”.

Fazendo uma avaliação do que têm sido os últimos meses no norte de Moçambique, o líder da RENAMO considera que “o Governo moçambicano não está a cumprir com a sua obrigação”.

Este artigo está disponível em: English 繁體中文

Related posts
MoçambiqueMundo

Serviços de saúde em Moçambique recusam grávidas em fuga

LusofoniaMoçambique

Galp aponta paz como condição para investimentos em Moçambique

MoçambiquePolítica

Milicianos matam dois supostos insurgentes

MoçambiquePolítica

Cimeira avalia hoje missão militar conjunta da SADC em Moçambique

Assine nossa Newsletter