Padre admite pagamentos de extorsão com dinheiro da igreja - Plataforma Media

Padre admite pagamentos de extorsão com dinheiro da igreja

O padre Robson de Oliveira Pereira admitiu em depoimento ao Ministério Público de Goiás que fez pagamentos aos chantagistas sem o conhecimento da polícia e usou dinheiro da Associação Filhos do Pai Eterno (Afipe).

De acordo com o MP, cinco pessoas foram condenadas na ação por pediram dinheiro ao padre para ele não ter imagens e troca de mensagens pessoais expostas na internet. A defesa do padre Robson disse ao G1 que “reforça que todo o conteúdo das mensagens é falso, o que comprova que ele foi vítima de criminosos de altíssima periculosidade”.

Ainda conforme a defesa, “os responsáveis já foram condenados pelo Judiciário e cumprem rigorosas penas”. Em nota, o advogado do padre Robson afirma ainda que o pároco “não tem e nunca teve nenhum patrimônio”.

Investigação contra o padre

O Ministério Público de Goiás investiga o envolvimento do padre Robson em crimes de organização criminosa, lavagem de dinheiro, apropriação indébita, falsificação de documentos e sonegação fiscal. O MP-GO aponta que o sacerdote fez desvios de doações de fiéis em valores que podem superar R$ 120 milhões.

Leia mais em Istoé

Assine nossa Newsletter