Confiança dos portugueses foi a mais penalizada da UE com o confinamento - Plataforma Media

Confiança dos portugueses foi a mais penalizada da UE com o confinamento

Estudo da CE sobre os 27 países da União mostra que medidas de Costa foram as que mais arrasaram a confiança. No extremo oposto, surge a Suécia.

A confiança dos consumidores portugueses foi a que mais se ressentiu em toda a União Europeia (UE) com as medidas de confinamento decretadas pelo governo de António Costa no primeiro mês completo de resposta à pandemia (abril), mostra um novo estudo da Comissão Europeia (CE).

Ainda que o grau de dureza das medidas tomadas pelo executivo de Lisboa não tenha sido a maior da Europa (medida pelo chamado índice de confinamento/stringency, calculado pela Universidade de Oxford e citado pela Comissão), a verdade é que essas decisões para limitar ou mesmo encerrar grandes partes da economia e de restringir a circulação de pessoas (por exemplo, estrangeiros, o que arrasou logo com o turismo) provocaram danos profundos na atividade.

Leia mais em Dinheiro Vivo

Assine nossa Newsletter