EUA: Estudantes internacionais devem abandonar país se cursos permanecerem online - Plataforma Media

EUA: Estudantes internacionais devem abandonar país se cursos permanecerem online

O Departamento de Imigração e Alfândega dos EUA (ICE) anunciou na segunda-feira que estudantes internacionais podem ter que deixar os Estados Unidos se as universidades mudarem para cursos somente online no semestre do outono de 2020 devido à pandemia do COVID-19.

“Os estudantes não imigrantes nos Estados Unidos não podem fazer um curso completo através de aulas online”, afirmou o ICE em comunicado. Caso contrário, correm o risco de violar o status do visto.

“Se os estudantes se encontrarem nessa situação, devem sair do país ou tomar medidas alternativas para manter o seu status de não imigrante, com uma carga horária reduzida ou licença médica apropriada”, afirmou o comunicado.

De acordo com as novas diretrizes modificadas pelo Student and Exchange Visitor Program (SEVP), administrado pelo ICE, o Departamento de Estado dos EUA não emitirá vistos para estudantes matriculados em escolas ou programas totalmente online para o semestre do outono. Nem a Alfândega e a Proteção de Fronteiras permitem que esses estudantes entrem nos Estados Unidos.

Os estudantes não imigrantes ativos atualmente nos EUA matriculados em tais programas devem sair do país ou tomar outras medidas, como transferência para uma escola com instruções pessoais para permanecer em status legal, disse o comunicado.

Artigos relacionados
MundoSociedade

Japão abre as portas para turistas em grupos organizados

Gigantes farmacêuticos lucram 932 euros por segundo com a Covid-19

MundoSociedade

Segunda geração de vacinas contra a covid-19 está atrasada

MacauSociedade

Mais de nove mil vacinas da BioNTech para crianças vão ser distribuídas a partir da próxima terça-feira

Assine nossa Newsletter