Negociação coletiva ainda deu aumentos de 2,7% antes da pandemia - Plataforma Media

Negociação coletiva ainda deu aumentos de 2,7% antes da pandemia

Houve 116 mil trabalhadores com subida no salário no primeiro trimestre, num máximo de cinco anos. Muitos não viam atualizações há uma década.

A negociação salarial na contratação coletiva teve no primeiro trimestre deste ano o maior impacto dos últimos anos ao garantir subidas nas remunerações a mais de 116 mil trabalhadores. O número de pessoas abrangidas por alterações de salário de início de ano não era tão elevado desde 2015, e as convenções publicadas até março permitiram um aumento médio de 2,7%, em linha com a subida média da generalidade dos salários portugueses no ano passado.

Os dados da Direção Geral do Emprego e das Relações de Trabalho (DGERT) relativos ao primeiro trimestre de negociação coletiva foram publicados no final de junho e mostram ainda em grande medida o rasto de um maior poder negocial em 2019, que certamente será interrompido este ano devido à pandemia.

Leia mais em Dinheiro Vivo

Artigos relacionados
PolíticaPortugal

Marcelo anuncia estado de emergência até 7 de janeiro para preparar festas

AngolaPolítica

João Lourenço pede na ONU "maior solidariedade" no acesso à vacina contra a covid-19

MundoSociedade

Obama, Bush e Clinton oferecem-se para levar vacina contra covid-19 é provar que é segura

PortugalSociedade

Mais 79 mortes e 3772 novos casos de covid-19 em Portugal

Assine nossa Newsletter