Doente de Alzheimer que tocou à janela durante pandemia inspira curta-metragem - Plataforma Media

Doente de Alzheimer que tocou à janela durante pandemia inspira curta-metragem

Em pleno confinamento, Hermann Schreiber, de 80 anos, um alemão com Alzheimer, tocou harmónica na janela da sua casa, em Vigo. Pensava que os aplausos aos profissionais de saúde eram para ele e comoveu os espanhóis. Agora a sua história pode ser vista numa curta-metragem.

No meio das incertezas, dos receios e das medidas restritivas devido à pandemia, há histórias que fazem esquecer, nem que seja por instantes, os números de casos e mortes por covid-19 que diariamente surgem nas notícias. É o caso de Hermann Schreiber, de 80 anos, um alemão que sofre de Alzheimer e que, em pleno confinamento, emocionou Espanha ao ir todos os dias tocar harmónica à janela da sua casa, em Vigo. A cuidadora fê-lo crer que os aplausos dos vizinhos para os profissionais de saúde eram para ele, e a história inspirou uma curta-metragem.

Sem fins lucrativos, o pequeno filme de homenagem a este octogenário, foi feito por 16 profissionais, cada um em sua casa. A harmónica de Hermann Schreiber foi substituída por um violino à janela numa curta-metragem comovente dedicada a todos os “heróis de março”. Sejam eles profissionais de saúde, cientistas ou as pessoas que cuidam de outras durante o confinamento.

Leia mais em Diário de Notícias

Este artigo está disponível em: English

Artigos relacionados
MundoSociedade

Pandemia provocou perda do equivalente a 255 milhões de empregos no mundo em 2020

MacauSociedade

Macau perde quase 19 mil trabalhadores no ano da pandemia

MundoSociedade

Pandemia já matou quatro ministros no Zimbabué

PortugalSociedade

Portugal com novo máximo de mortes num dia com 11.721 casos de covid-19

Assine nossa Newsletter