Líder do PAIGC: "Estou a trabalhar fora do país" - Plataforma Media

Líder do PAIGC: “Estou a trabalhar fora do país”

O presidente do Partido Africano para a Independência da Guiné e Cabo Verde (PAIGC), Domingos Simões Pereira, afirmou que não fugiu da Guiné-Bissau e que, no actual momento, não teria grande margem para trabalhar no país.

“Oiço muita gente a dizer que fugi do país e que quero administrar a Guiné-Bissau a partir do estrangeiro. Isso não é verdade”, disse Simões Pereira, numa mensagem em crioulo na rede social Facebook. “Neste momento, com o Estado de Emergência em curso, com a ditadura que se tenta instalar na Guiné-Bissau, percebo que não teria grande margem para trabalhar, por isso é que estou a trabalhar fora do país”, acrescentou o antigo Primeiro-Ministro guineense, salientando que deverá regressar em breve.

No âmbito do combate à pandemia do novo coronavírus, o Presidente guineense, Umaro Sissoco Embaló, prolongou, pela quarta vez desde Março, o Estado de Emergência no país até quarta-feira, 10 de Junho.

Na mensagem aos guineenses, Domingos Simões Pereira falou também das acções judiciais postas por si, pelo PAIGC e pelo Governo de Aristides Gomes contra a Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO) no Tribunal de Justiça daquela organização.

Leia mais em Jornal de Angola

Este artigo está disponível em: English

Related posts
MundoPolítica

AIEA exorta Irão ao diálogo "imediato" para evitar uma crise

EconomiaMundo

América Latina pode ser solução para crise de abastecimento mundial, aponta BID

ChinaPolítica

Xi apela ao compromisso para travar a crise provocada pela guerra

PolíticaSociedade

PAM alerta para impacto da crise nos preços em Timor-Leste

Assine nossa Newsletter