O atraso no bloqueio dos EUA causou pelo menos 36.000 mortes - Plataforma Media

O atraso no bloqueio dos EUA causou pelo menos 36.000 mortes

Se os Estados Unidos tivessem começado a impor medidas de distanciamento social uma semana antes em março, cerca de 36.000 pessoas a menos teriam morrido na pandemia do COVID-19, informou o New York Times na quinta-feira, citando novas estimativas da Universidade de Columbia.

Os analistas também estimaram que se o país tivesse começado a trancar cidades e limitar o contato social no 1º dia de março, duas semanas antes da época em que a maioria dos americanos começava a ficar em casa, cerca de 83% das mortes do país seriam evitadas.

Os pesquisadores descobriram que mesmo pequenas diferenças no tempo teriam impedido o pior crescimento exponencial, que em abril varria a cidade de Nova York, Nova Orleães e outras grandes cidades. “É uma grande, grande diferença”, disse Jeffrey Shaman, epidemiologista da Universidade de Columbia e líder da equipe de pesquisa.

“Esse pequeno momento no tempo, nessa fase de crescimento, é incrivelmente crítico na redução do número de mortes”. Até agora, os Estados Unidos registaram mais de 1.550.000 casos de COVID-19 e mais de 93.000 mortes, segundo a Universidade Johns Hopkins.

Este artigo está disponível em: English

Artigos relacionados
Política

Republicanos tentam adiar, mas 'impeachment' de Trump avança

MundoPolítica

Biden acelera combate ao coronavírus nos Estados Unidos

LifestyleMundo

Jill de azul pela confiança. Kamala de púrpura pela luta e diversidade

CulturaMundo

Quem é Amanda Gorman, a poeta que declamou na posse de Biden

Assine nossa Newsletter