Reabertura das lojas de roupa: O que pode tocar e o que não deve provar - Plataforma Media

Reabertura das lojas de roupa: O que pode tocar e o que não deve provar

Provadores a meio-gás ou fechados, provas de fatos de banho em casa e óculos de sol, bijuteria e relógios interditos de manuseamento para já. Veja as medidas estabelecidas para a reabertura dos espaços no pós-Covid-19 e por algumas das maiores cadeias de vestuário e acessórios

A tendência do ano está definida: a peça que vai estar mais na moda vai ser mesmo ser a máscara de proteção facial contra a Covid-19. Numa altura em que as lojas de mass market entram numa segunda fase, com a abertura dos espaços com 400 menos quadrados prevista para esta segunda-feira, 18 de maio, – e ainda antes das grandes superfícies comerciais, previstas para 1 de junho – estas são as regras que são necessárias cumprir por lojistas e por clientes.

Certo é que dificilmente entrará em alguns destes espaços se não estiver a usar proteção contra a propagação do novo Coronavírus ou se, à porta, não coloque gel desinfetante, que deve estar abundantemente presente nos espaços. Também as lojas estarão agora um pouco diferentes do habitual, com muito mais sinalética, mobiliário com nova disposição, mais desimpedidas e distanciamento entre todos os clientes e, em muitos casos, com maior espaçamento entre as caixas de pagamento, agora com barreiras de acrílico.

Leia mais em Delas.

Este artigo está disponível em: English

Related posts
MundoSociedade

Nova variante da Covid é detetada na África do Sul

MundoPolítica

Primeiro-ministro francês dá positivo ao novo coronavirus

MundoSociedade

Rastreios de VIH pode aumentar infeções por décadas

ChinaSociedade

China deve aprovar o primeiro medicamento contra o vírus

Assine nossa Newsletter