Covid-19. Mercados de Macau regressam aos poucos à normalidade - Plataforma Media

Covid-19. Mercados de Macau regressam aos poucos à normalidade

Manhã cedo. O mercado de São Domingos, localizado no centro de Macau, começa a mexer. Não tanto como antigamente, antes da chegada do SARS-CoV-2.

Os vendedores, assim como a grande maioria dos clientes, usam máscara. Entenderam que assim é possível combater o novo coronavírus. Muitas são as bancas vazias e não são tantas as pessoas que circulam nos corredores do espaço, que chegou a estar encerrado para desinfeção depois de saber-se que um dos casos que testou positivo na região vizinha de Hong Kong, andou a passear diversos dias por ali, onde chegou a fazer refeições no último piso e a comprar alimentos juntamente com amigos.

Talvez isso afaste as pessoas numa altura que não vale a pena arriscar. Ainda assim, são algumas dezenas que ali se deslocam para comprar os alimentos frescos que tão bem sabem. Peixe, carne, frutas e legumes. Tudo pode ser encontrado nas bancas do mercado de São Domingos, e nos outros mercados do território.

Quem desconhece a realidade dos mercados em Macau, a grosso modo podemos dizer que estes são uma mescla dos mercados chineses com os portugueses. Pelo menos é essa a nossa perceção. O amanhar do peixe. A disposição das frutas. As carnes penduradas. Os cheiros…

Artigos relacionados
MundoSociedade

Mundo deve preparar próxima pandemia "como se fosse uma guerra"

AngolaCabo Verde

Pandemia evidenciou apropriação indevida de fundos de emergência na África subsaariana

ChinaSociedade

China avança com testes covid por via anal

BrasilSociedade

Voos de e para o Brasil suspensos

Assine nossa Newsletter