CRIAR! INOVAR! EXPORTAR! - Plataforma Media

CRIAR! INOVAR! EXPORTAR!

 

A R.A.E. de Macau é uma plataforma privilegiada na sua localização geográfica e ao mesmo tempo  acrescenta a isso a sua longa história como local de ligação entre a China e o resto do Mundo.

Acredito que essa é ainda a mais valia deste território e que todos aqueles que sentem, percebem esta oportunidade e teem um espírito empreendedor poderão contribuir para a tão desejada diversificação da economia de Macau.

A missão é clara e está bem exposta num documento oficial do governo da RAEM: Quadro da Política do Desenvolvimento das Indústrias Culturais.

No seu prefácio e ainda no primeiro parágrafo diz: “(…), foi expressamente exigido pelo Governo Central, nas “Linhas Gerais do 11 Plano Quinquenal para a Economia Nacional e o Desenvolvimento Social” promover a “diversificação adequada” da economia de Macau, (…)“. 

Esta mesma exigência foi reiterada para o 12 Plano Quinquenal e reflectida no primeiro Relatório das Linhas de Acção Governativa do 3 mandato do Governo da RAEM na “necessidade de apresentar apoio ao crescimento das indústrias emergentes adequadas à realidade de Macau, centrando na promoção (…), das indústrias culturais e criativas, (…)”.

Ë importante salientar que este quadro apresenta uma mudança importante que destaca a necessidade de focar o apoio ao desenvolvimento das indústrias criativas nas empresas. Até agora esse apoio tem sido canalizado, na sua maioria, para associações de perfil cultural. Esta alteração é fundamental e urgente.

No que diz respeito ao universo das indústrias criativas, a realidade sócio-económica actual a cidade de Macau apresenta uma comunidade considerável de criativos, mas com um enorme déficite de jovens empreendedores.

A criatividade por si só não cria emprego, é preciso saber e aprender a aproveitar e potenciar o produto da criatividade; as ideias. São as ideias que eventualmente dão lugar a produtos e serviços que  dinamizam a economia.

Tina Seelig no seu livro  “inGenius – A Crash Course on Creativity” refere que “A criatividade é o nosso maior activo: produz ideias valiosas a custo zero, com o potencial de produzir resultados de valor extraordinário”.

A capacidade de tornar estas ideias de custo zero em produtos de valor acrescentado só é possível com inovação. Hoje em dia em Macau, valorizamos muito a palavra criatividade e esqueçemos o papel da inovação nesta industria. Sem inovação não podemos contruir uma industria criativa.

Neste esforço o papel do governo é de apresentar uma visão estratégica, global e a longo prazo. Algo que deve ser feito pelos departamentos ou ministérios da economia e ou indústria. Ao mesmo tempo, e à imagem do que se faz em Macau os departamentos de ação cultural são fundamentais para dinamizar as estratégias de promoção. Neste campo o departamento do Turismo de Macau pode estar fortemente envolvido naquilo que é a promoção dos produtos “designed in Macau” no exterior. Também o IPIM (Instituto para a Promoção e Investimento de Macau) pode ter um papel fundamental, evolvendo-se directamente com as empresas, e com elas repensar os seus apoios no sentido de os actualizar à realidade das “empresas criativas” de Macau, ao mesmo tempo que pode aconcelhar as empresas nas suas estratégias comerciais.

A titulo de exemplo que demostra a multidisciplinariedade de agentes que podem e devem estar envolvidos na promoção e desenvolvimento das indústrias criativas; estive em Taiwan durante o passado mês de Julho com uma comitiva de designers de Macau para visitar  a Exposição de Design de Taiwan 2014 que este ano aconteceu na cidade de Taitung no sul da ilha.

Logo à entrada da exposição principal na lista de créditos reparei em algo que acho ser importante; em primero lugar e como promotor está o Ministério dos Assuntos Económicos (Ministry of Economic Affairs), os organizadores officiais são o Instituto para o Desenvolvimento Industrial (Industrial Development Bereu) juntamente com o Departamento de Assuntos Culturais (Cultural Affairs Department), Departamento do Turismo (Tourim Department), Depatamento de Educação (Education  Department) e finalmente como organizador executivo o Centro de Design de Taiwan (Taiwn Design Center).

A balança comercial de Macau em 2013 está desequilibrada com importações no valor de 81.013,55 milhões MOP e exportações de 9.093,92 milhões MOP num balanço negativo de -71.919,63 milhões MOP (dados dos Serviços de Estatística e Censos de Macau. Se se quer diversificar a economia de Macau é preciso exportar mais e minimizer esta diferença promovendo as empresas com potencial para o fazer.

Neste sentido e voltando à importancia da localização geográfica de Macau existem alguns bons exemplos que representam opotunidades concretas para aqueles que estão interessados em investir o seu dinheiro e as suas ideias nesta parte do mundo. Estão hoje a aparecer um grupo de oportunidades interessantes dedicadas a pequenas e médias empresas emergentes. Podemos encontrar várias feiras de negócios com formatos inovadores que se apresentam com um program de actividades divercificado que inclui diferentes eventos, desfiles de moda, lojas em format POP UP e até sessões de Yoga.

Em Hong Kong o DESIGN MARKET @ PMQ é um evento descontraído que durante 6 Domingos de Agosto, Outubro e Novembro leva ao centro da cidade marcas da região incluindo Macau. Vão também estar representadas marcas do universo Lusófono nas áreas do calçado e da moda.

Acompanhando este espírito inovador emergente de fazer negócio, em Taiwan na cidade de Tapei de 8 a 12 de Outubro terá lugar o event “IN BED WITH DESIGNRS” organizado pelo portal de vendas online buymedesign.com onde diferentes marcas serão convidados a redecorar quartos de hotel e onde os clientes e as marcas concretizam os seus negócios em ambietes inovadores e dinâmicos.

 

Manuel Correia da Silva @ MUNHUB

 

MUNHUB

https://www.facebook.com/munhub888

 

“IN BED WITH DESIGNERS” TAIWAN

https://www.facebook.com/events/1489244894641924/?fref=ts

http://inbedwithdesigners.com/https://

 

DESIGN MARKET @ PMQ HONG KONG

http://www.designmarket.asia/

www.facebook.com/designmarketPMQ

 

Este artigo está disponível em: 繁體中文

Assine nossa Newsletter