Air Macau estuda novas rotas directas para cidades com visto individual para a RAEM

A Air Macau está a estudar a criação de novas rotas aéreas para as cidades do Interior da China que, recentemente, começaram a emitir vistos individuais para a RAEM. Foi o que adiantou a companhia numa resposta enviada à TDM - Rádio Macau.

por Nelson Moura
air macau pilotos

A companhia de bandeira da RAEM diz que está a estudar a abertura de novas rotas directas para estes destinos, tendo em conta a “procura nesses mercados e outras questões operacionais”. Mas antes da abertura de voos directos a Air Macau diz que vai cooperar com a Air China  para lançar voos operados pelas duas companhias de forma a melhorar a conveniência dos turistas destas cidades.

Foi a partir de 27 Maio que mais oito cidades do Interior da China começaram a emitir vistos individuais para Macau e Hong Kong. A autorização do Conselho de Estado inclui as cidades de Taiyuan (Shanxi), Harbin (Heilongjiang), Lassa (Tibete), Lanzhou (Gansu), Xining (Qinghai), e de Urumqi (Xinjiang).

Só a cidade de Harbin (em Heilongjiang) tem mais de cinco milhões de habitantes. Já antes, em Março, as cidades de  Xi’an, da Província de Shaanxi, e Qingdao, da Província de Shandong, também começaram a emitir vistos para Macau. Actualmente, entre estas 10 cidades, a Air Macau apenas opera voos directos para Qingdao.

Leia mais em TDM Rádio

Pode também interessar

Contate-nos

Meio de comunicação social generalista, com foco na relação entre os Países de Língua Portuguesa e a China

Plataforma Studio

Newsletter

Subscreva a Newsletter Plataforma para se manter a par de tudo!